Papa |
Angelus
“Jejuar das intrigas e das calúnias”
<<
1/
>>
Imagem

O Papa propôs um novo tipo de jejum, “que não vos causará fome: jejuar das intrigas e das calúnias”. A proposta para o caminho da Quaresma foi deixada este Domingo, 28 de fevereiro, no final do Angelus, e passa por não dizer mal dos outros, nem bisbilhotar. “É um belo jejum”, sublinhou Francisco.

No encontro com os fiéis reunidos na Praça de São Pedro, o Papa convidou ainda à leitura da Palavra. “E não se esqueçam que também será útil ler todos os dias uma passagem do Evangelho, levá-lo no bolso, ou na carteira, pegar nele e ler um excerto qualquer”, porque “isto faz abrir o coração ao Senhor”, garantiu.

 

“Acender pequenas luzes no coração das pessoas”

Nas reflexões que fez sobre o Evangelho deste Domingo II da Quaresma, Francisco alertou para o risco da preguiça espiritual: “Estamos bem connosco, com as nossas orações e liturgias e basta-nos isto. Não!”.

A propósito do episódio da Transfiguração no cimo da montanha, em que os apóstolos também tentaram não sair de lá, o Papa esclareceu que “subir à montanha não é esquecer a realidade; rezar é nunca escapar das adversidades da vida; a luz da fé não serve para uma bela emoção espiritual”. Por isso, “somos chamados a fazer experiência do encontro com Cristo para que, iluminados pela sua luz, a possamos levar e fazer brilhar em todo o lado”.

A missão do cristão, concluiu, é “acender pequenas luzes no coração das pessoas; ser pequenas lâmpadas do Evangelho que levem um pouco de amor e de esperança”.

 

Nigéria e doenças raras

No final da oração, Francisco condenou o rapto de 317 raparigas no noroeste da Nigéria e convidou todos a rezar pela sua libertação e rápido regresso a casa. Também neste dia mundial das doenças raras, o Papa apelou ao reforço das redes de solidariedade familiar, para que não falte apoio e carinho aos doentes, especialmente às crianças com este tido de doenças.

A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES