Papa |
No próximo sábado, às 16h30
Papa vai rezar o terço nos jardins do Vaticano e pede que fiéis o acompanhem
<<
1/
>>
Imagem

No encerramento do mês mariano, o Papa Francisco vai rezar o terço, no próximo sábado, dia 30 de maio, às 17h30 locais (16h30, em Lisboa), para pedir a consolação de Nossa Senhora para enfrentar a pandemia. O evento vai ser transmitido pela Santa Sé, em direto, a partir Gruta de Lourdes, nos jardins do Vaticano, e terá a duração de uma hora.

“As dezenas serão rezadas por homens e mulheres representando as várias realidades tocadas pelo vírus: um médico, uma enfermeira, um paciente curado, uma pessoa que perdeu um familiar, um sacerdote, um capelão hospitalar, um farmacêutico, uma freira enfermeira, um representante da Defesa Civil, uma família cujo filho nasceu durante a pandemia”, informa o site Vatican News.

Esta iniciativa é organizada pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização. “Aos pés de Maria, o Papa Francisco depositará as aflições e as dores da humanidade, ulteriormente agravadas pela difusão da Covid-19”, escreveu o presidente deste dicastério, D. Rino Fisichella. Para o arcebispo italiano, a oração do terço pelo Papa Francisco é mais um “sinal de proximidade e de consolação para aqueles que, de algum modo, foram atingidos pelo vírus, na certeza de que a Mãe Celeste não desatende os pedidos de proteção”.

 

Santuários unidos

Santuários dos cinco continentes, incluindo Fátima, já deram conta da sua adesão a esta iniciativa, na sequência da carta enviada por D. Rino Fisichella aos reitores dos santuários. “À luz da situação de emergência causada pela pandemia do novo coronavírus, que provocou a interrupção da atividade normal de todos os santuários e a interrupção de todas as peregrinações, o Papa Francisco deseja expressar um gesto de proximidade a cada um de vocês com a oração do Santo Terço”, refere a missiva.

Além do santuário mariano português, já confirmaram participação os santuários de Lourdes, Pompeia, Czestochowa, Guadalupe, Luján e Aparecida.

texto por Diogo Paiva Brandão
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Se há exemplo de ativismo cívico e religioso e para o impulso permanente em prol da solidariedade, da...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Há temáticas sobre que tem falado o Papa Francisco de forma recorrente e que são da maior relevância, mas nem sempre têm o eco que seria devido.
ver [+]

Tony Neves
O Dia Mundial da Criança comemora-se a 1 de junho, em diversos países, incluindo Portugal, Angola, Moçambique…...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES