Bible Challenge |
Bible Challenge – nº32
Telma Mendes, Recursos Humanos
<<
1/
>>
Imagem
Video

Olá, eu sou a Telma, começo por agradecer ao Pedro Oliveira o desafio que me colocou e, então, escolhi a primeira carta de São João. Para mim fazia-me sentido escolher uma carta de São João, o discípulo amado, o discípulo jovem, que nunca saiu de perto de Jesus, ficou com Ele quando Jesus foi preso, ficou com Ele até ao calvário, na Cruz, e mostrou a sua coragem e o seu amor por Jesus. «De facto, a Vida manifestou-se; nós vimo-la, dela damos testemunho e anunciamo-vos a Vida eterna que estava junto do Pai e que se manifestou a nós e que nós vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também vós estejais em comunhão connosco. E nós estamos em comunhão com o Pai e com o seu Filho, Jesus Cristo. Escrevemo-vos isto para que a nossa alegria seja completa.» (1 Jo 2, 1-4)

Para mim, a Palavra tinha, também, que falar em alegria, em amor. É uma certeza: Deus esteve connosco, Deus ama-nos e é esta certeza que eu procuro viver, diariamente, na minha vida, com a alegria da certeza que Deus me ama e que tenho Deus comigo, e da certeza de querer estar também junto d’Ele. Nesta primeira carta, João mostra-nos as formas simples de obtermos a salvação. Por isso, quis ler esta primeira parte da primeira carta e, realmente, deixar este testemunho: um cristão deve ser alegre. É isso que eu vivo, é isso que eu penso diariamente na minha leitura da Palavra e procuro levar aos outros também.

Agora deixo o desafio ao Tiago Roque, de quem eu gosto muito de ouvir falar e interpretar a Palavra, e tenho a certeza que ele vai dar um ótimo testemunho.

 

A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Quando Jean Lacroix fala da força e das fraquezas da família alerta-nos para a necessidade de não considerar...
ver [+]

Tony Neves
É um título para encher os olhos e provocar apetite de leitura! Mas é verdade. Depois de ver do ar parte do Congo verde, aterrei em Brazzaville.
ver [+]

Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES