Missão |
Fundação Fé e Cooperação
FEC lança Percurso da Quaresma 2015
<<
1/
>>
Imagem

“Para superar a indiferença e as nossas pretensões de omnipotência, gostaria de pedir a todos para viverem este tempo de Quaresma como um percurso de formação do coração, a que nos convidava Bento XVI (Carta enc. Deus caritas est, 31). Ter um coração misericordioso não significa ter um coração débil. Quem quer ser misericordioso precisa de um coração forte, firme, fechado ao tentador mas aberto a Deus; um coração que se deixe impregnar pelo Espírito e levar pelos caminhos do amor que conduzem aos irmãos e irmãs; no fundo, um coração pobre, isto é, que conhece as suas limitações e se gasta pelo outro.”

(Papa Francisco in Mensagem para a Quaresma 2015)

 

Quaresma é um tempo especial de paragem, reflexão e renovação. É tempo de transformação, de passagem da morte à vida. Somos convidados à conversão e a criar uma relação mais íntima com Deus. Somos chamados a olhar para nós mesmos, a predispor-nos à ação de Deus no nosso coração e na nossa vida.

Este é também um tempo favorável a refletirmos e a deixarmo-nos interpelar sobre o desenvolvimento humano integral, o desenvolvimento sustentável, a promoção da justiça e cidadania global, pondo em diálogo Igreja e Sociedade Civil.

O desenvolvimento é a passagem de condições menos humanas a condições mais humanas (Encíclica Populorum Progressio). Nesta Quaresma, a FEC – Fundação Fé e Cooperação lança uma proposta de paragem e reflexão em oito pontos que permitem esta passagem da morte à vida, tendo como interpelação de fundo – Abraçar o outro como meu irmão, associando-nos ao mote inspirador da Mensagem do Papa Francisco para o dia Mundial da Paz – JÁ NÃO ESCRAVOS, MAS IRMÃOS. Jesus veio ao mundo para revelar o amor do Pai por toda a Humanidade e incita-nos a cada dia mais a promover a igualdade entre os povos.

Abraçar o outro como meu irmão para lhe dar a dignidade, justiça e igualdade que ele merece. Abraçar o outro como meu irmão para globalizarmos o mistério do Amor de Deus por cada um de nós.

Mais do que sugerir propostas de ação para esta Quaresma, queremos catalisar um tempo de reflexão forte na vida de cada um e na vida em sociedade. As bases de partida para esta reflexão são as leituras próprias da liturgia de Quaresma e Páscoa, sobre as quais apresentamos diferentes meditações a partir de diferentes perspetivas – Olhares Cruzados diante da Cruz e da Ressurreição.

Trata-se de um percurso em oito etapas – Quarta-Feira de Cinzas, seis Domingos da Quaresma e Domingo de Páscoa. Para cada etapa sugere-se uma dimensão do Desenvolvimento.

Está também disponível uma proposta de Via Sacra, construída em parceria com voluntários missionários e entidades de voluntariado missionário que pode servir de instrumento para iluminar e guiar este tempo mais forte de oração que é a Quaresma, à luz dos temas do desenvolvimento.

 

Ambas as propostas podem ser consultadas em www.fecong.org

A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Se há exemplo de ativismo cívico e religioso e para o impulso permanente em prol da solidariedade, da...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Há temáticas sobre que tem falado o Papa Francisco de forma recorrente e que são da maior relevância, mas nem sempre têm o eco que seria devido.
ver [+]

Tony Neves
O Dia Mundial da Criança comemora-se a 1 de junho, em diversos países, incluindo Portugal, Angola, Moçambique…...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES