Missão |
Henrique Mota, Director da Principia: A Missão de um Leigo Editor de Livros
<<
1/
>>
Imagem
Formou-se em Direito, foi Director de Informação da Renascença, exerceu o cargo de Secretário-Geral da Universidade Católica. É o fundador da Principia Editora, mas a Visita de Bento XVI e a publicação dos seus livros tornaram o Henrique numa figura de referência. Pai de cinco filhos, é na família e no mundo editorial que encontra o seu espaço de Missão, como leigo que gosta de andar na crista da onda.

 

Raízes familiares…

Carcavelos é a sua Paróquia por eleição: lá foi baptizado, fez a Primeira Comunhão, celebrou o Crisma e o Matrimónio. Nasceu numa família religiosa atípica, pois a parte masculina nunca foi muito praticante. Recorda, contudo, o avô paterno Francisco Mota que, após a revolução de 1910, trabalhou para a reabertura da Igreja de Carcavelos que fora transformada num palheiro. Esta sua intervenção cívica deu-lhe direito à perseguição e teve de andar fugido por umas quintas nas periferias de Cascais, ameaçado de morte. O Henrique guarda como ‘relíquia’ a bengala que o avô levava sempre consigo nestas fugas à ‘carbonária’.

A iniciação cristã foi feita em família, mas é marcada por três Padres: o P. Joaquim Correia, espiritano, pároco de Carcavelos, o P. Aleixo Cordeiro, seu sucessor, e o P. João Seabra, de quem foi companheiro na Universidade onde ambos estudaram Direito. O Dr. Henrique concluiu a licenciatura em 1982.

A sua família começou a ser construída em 1983 quando casou com a Ana. O Francisco, nascido em 1984, é jesuíta. A Madalena (1986) é música e educadora de infância. O José (1991) estuda na Escola Normal. O António (1996) e a Carmo (2000) ainda andam à procura do que querem ser. É uma família interessante pela diversidade de caminhos profissionais que querem trilhar. Com a esposa, o Henrique mantém aberto um campo de voluntariado sendo o casal assistente das Equipas de Jovens de Nossa Senhora, desde 2008.

 

Da pastoral Juvenil à UCP…

Fundou o Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil em 1978, a pedido de D. António Ribeiro, por sugestão insistente do Cónego Janela que achava que tal secretariado devia ser presidido por um leigo. Ocupou o cargo até 1983, apanhando, quase no fim, a visita de João Paulo II a Portugal (1982).

Leccionou na Universidade Católica (Faculdade de Direito) e na Escola Superior da Polícia. Iniciou-se no jornalismo em 1982 quando estudava em Bolonha e se tornou correspondente em Roma da Rádio Renascença. Em 1988 seria nomeado Director de Informação da Emissora Católica, cargo que desempenhou até 1992, aquando da sua nomeação para Secretário-Geral da Universidade Católica quando era reitor D. José Policarpo.

 

Bento XVI…

O nome de Henrique Mota foi muito escutado por ocasião da Visita de Bento XVI a Portugal, pois ele foi o Representante da Sala de Imprensa da Santa Sé neste evento de tão grande importância. Ele já foi convidado para fazer o mesmo trabalho em Madrid, durante as Jornadas Mundiais da Juventude. Em 2010 encontrou-se quatro vezes com o Papa e guarda dele uma imagem de simpatia e humanidade.

 

A Missão na Principia

 A Principia Editora, de matriz católica, nasce em 1997 e tornou-se a grande terra de Missão dos últimos anos do Henrique. A Principia é um projecto editorial onde se reinvestem todos os lucros na empresa. O funcionamento e a escolha dos livros a publicar obedece à inspiração cristã que caracteriza a empresa que tem cinco títulos: Principia (livros académicos), Sopa de Letras (generalista), Lucerna (Religião), Sete Mares (desporto e aventura) e Casa Sassetti (Música e Artes). A Principia cresceu, acompanhada pela Providência de Deus que pôs a mão em momentos mais críticos.

A Principia é a editora que mais livros publicou em Portugal sobre Joseph Ratzinger/Bento XVI. ‘Luz do Mundo’ e ‘Jesus de Nazaré II’ foram muito mediatizados e venderam cerca de 20 mil cópias cada. Henrique Mota confessa que não editou o Papa pelo impacto económico, mas para contribuir para a divulgação do pensamento do Papa e da Igreja.

Sente-se 100% leigo, com o objectivo de dar o seu melhor para que todos os padres sejam 100% padres. Em ‘missões’ de leigos, gosta de estar na crista da onda, ser surfista e isso nota-se nas tarefas onde é convidado a intervir.

 

 

PERFIL

 

1958 – Nascimento em Carcavelos

1982 – Licenciatura em Direito

1983 – Casamento com a Ana em Carcavelos

1988 – Director de Informação na RR

1993 – Secretário-Geral da UCP - Lisboa

1997 – Fundação da Principia

2010 – Representante da Sala de Imprensa da Santa Sé na visita de Bento XVI a Portugal

Tony Neves
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
O poema chama-se “Missa das 10” e foi publicado no volume Pelicano (1987). Pode dizer-se...
ver [+]

Tony Neves
Cerca de 3 mil Espiritanos, espalhados por 63 países, nos cinco continentes, anunciam o Evangelho....
ver [+]

Tony Neves
Deixei Cabo Verde, terra da ‘morabeza’, já cheio da ‘sodade’ que tão bem nos cantava Cesária Évora.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Talvez a mais surpreendente iniciativa do pontificado do Papa Francisco (onde as surpresas abundam)...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES