Missão |
Laurinda Alves, jornalista, escritora, activista...: Acreditar sempre que Melhor é possível!
<<
1/
>>
Imagem

Jornalista desde os 18 anos, criou programas muito vistos sobre a adolescência, lançou a revista XIS, dedica-se a grandes causas como a defesa da vida ou a cidadania activa, através da política, da escrita, do voluntariado, da intervenção cívica. Faz ‘Exercícios Espirituais’, confia nas pessoas e acredita sempre que ‘melhor é possível!’.

A força da Família

Nasceu em Lisboa e recorda com ternura o nascimento da Catarina, doze anos depois, que veio aumentar para quatro o número de irmãos. Da infância, a Laurinda guarda a alegria de ter uma família grande e feliz com quem adorava passar férias em Aldeia Velha, a terra dos avós e pais.

Olha para os avós e pais como os grandes pilares da sua vida: “Devo-lhes a vida mas também o melhor do que trago em mim. Aprendi com eles a integridade, a rectidão, o rigor e a generosidade. E a alegria, mais a atitude positiva-construtiva que é uma herança deles”.

 

Na ‘Nova’ e na RTP

Estava o Curso de Comunicação Social a nascer na Universidade Nova quando Laurinda, aos 17 anos, percebeu o que queria ser quando fosse grande: jornalista! E, ao mesmo tempo que entrou na UNL concorreu, em 1979, para a RTP: entre 2 mil candidatos, acabou por ficar em 3º lugar ex-aequo com outra pessoa. O júri chegou ao fim e disse: muito bem, gostamos muito de si e está muito bem classificada, mas ... tem apenas 17 anos e, como somos uma Empresa Pública, não a podemos contratar! Eis senão quando, o presidente deste júri, com ar solene, declarou:  ‘Como gostamos muito de si e acreditamos muito em si, vamos esperar que faça 18 anos!’ Foi uma dupla emoção: ‘Primeiro porque me senti vencida, logo a seguir porque me senti vencedora. Essa confiança radical e inaugural do júri fez toda a diferença e levou-me sempre a apostar nos outros, a confiar e a apoiar”.

 

A RTP, o Martin e a XIS

Entrou na RTP em Abril de 1980. Veio uma década de alguma distância da Igreja. O filho Martin, (que acaba de publicar um livro de foto reportagem com o pai sobre África), nasceu a 10 de Setembro de 1991: “Foi o dia que marcou um antes e um depois na minha vida. Nesse mesmo ano, ganhei o meu primeiro prémio de jornalismo, do Clube de Jornalistas, com uma grande reportagem-documentário sobre a morte do General Humberto Delgado”.

Em 1999, criou a revista XIS, “uma revista em contra-corrente que inaugurou o conceito de jornalismo positivo”. Em 2000, recebeu uma condecoração do Presidente da República, Jorge Sampaio, atribuída pela defesa e debate público das questões da Educação.

 

Re-encontro com Deus...

A sua vida espiritual deu uma volta quando a Laurinda tinha 33 anos: “Comecei a fazer EE – Exercícios Espirituais – e estes retiros de silêncio marcaram uma reaproximação à Igreja e um novo aprofundamento das questões de fé”. Desde há 13 anos que pertence a um grupo de CVX.

 

Missão... com cidadania

É uma mulher de grandes causas, não tendo medo de dar a cara por elas. Vimo-la envolvida na defesa da vida e, mais tarde, a ser candidata independente ao Parlamento Europeu. “O que mais tem marcado a minha vida de missão é uma espécie de voluntariado/militância cívica que me faz percorrer o país para ir a escolas, associações, fundações e outras instituições como prisões e hospitais, entre outras, dar um contributo gratuito em áreas e matérias e largo espectro que vão da Educação ao Empreendedorismo; das questões de fé à sexualidade e afectos; da ética à comunicação... O facto de ter sido directora da ‘Pais & Filhos’ e de ter criado várias séries de TV sobre adolescência (‘Verdes Anos’ e ‘Primeiros Anos’), e posteriormente ter criado a XIS, fez com que tocasse realidades muito abrangentes”.

Faz voluntariado há muitos anos: “Primeiro na Acreditar; depois numa Unidade de Cuidados Paliativos e agora na Associação Salvador (deficientes) e na Reklusa (população reclusa)”.

É autora de obras de referência como ‘Xis ideias para pensar’, ‘Coisas da Vida’, ‘Atitude Xis’, ‘Um dia atrás do outro’, que a ‘Oficina do Livro’ publicou. Podemos acompanhar o que pensa, sente e faz, através do seu blog: http://laurindaalves.blogs.sapo.pt, onde partilha sobre ‘a substância da vida’.

 

 

PERFIL

 

1961 – Nascimento em Lisboa

1980 – Entrada na RTP

1991 – Nascimento do Martin

1999 – Criação da revista XIS

2000 – Condecoração pelo Presidente da República

2008 – Candidata ao Parlamento Europeu

Tony Neves
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
O poema chama-se “Missa das 10” e foi publicado no volume Pelicano (1987). Pode dizer-se...
ver [+]

Tony Neves
Cerca de 3 mil Espiritanos, espalhados por 63 países, nos cinco continentes, anunciam o Evangelho....
ver [+]

Tony Neves
Deixei Cabo Verde, terra da ‘morabeza’, já cheio da ‘sodade’ que tão bem nos cantava Cesária Évora.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Talvez a mais surpreendente iniciativa do pontificado do Papa Francisco (onde as surpresas abundam)...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES