Especiais |
?Os bispos são os principais dispensadores dos mistérios de Deus?
<<
1/
>>
Imagem
Fomos recentemente agraciados com a visita apostólica do Papa Bento XVI, e dela ainda nos ecoam as palavras a nós dirigidas e também com facilidade recordamos as imagens de comunhão que se viveram nesses dias. Foram, para todos nós, momentos que nos ajudam a reavivar o dom de podermos participar da amizade de Jesus.

Este ano, continuaremos por certo a perscrutar as palavras do Santo Padre, cheias de ânimo e chamamentos concretos. Estaremos também a preparar a ida dos jovens a Madrid, exactamente para prolongar a relação destes com o Santo Padre, relação tão próxima que se manifestou em Portugal de forma clara e totalmente radicada e voltada para Cristo. O Serviço da Juventude da nossa diocese está a trabalhar neste sentido.

A Carta “Nova Evangelização – Um desafio pastoral”, que o Senhor Patriarca dirigiu à nossa diocese, será também motivo da nossa reflexão, e estamos a pensar formas de poder pôr todos os cristãos a reflectir sobre as palavras do seu bispo.

Ainda na relação com o nosso bispo, no final deste ano pastoral comemoraremos os 50 anos da ordenação sacerdotal do Senhor Patriarca. Também este acontecimento marcará as propostas do Sector de Animação Vocacional, propondo uma reflexão sobre o lugar do bispo na vida dos cristãos. Daí o título que escolhemos para este texto: “Os bispos são os principais dispensadores dos mistérios de Deus”. O bispo é elo fundamental na nossa relação com Deus. Deus quis fazer-se carne, e mantém-se actuante e “comunicante” através de homens escolhidos como seus instrumentos para o discernimento do povo de Deus. Estes instrumentos do chamamento de Deus são em primeiro lugar os bispos (cf. Novas Vocações para um Nova Europa, 22; Pastores do Rebanho, 54; Concílio Ecuménico Vaticano II, Christus Dominus, 15), e com eles, todos os sacerdotes. Se esta relação entre vocação e ministério episcopal nos lembra a missão dos bispos, lembra também a todos os cristãos que a vocação não é apenas, nem em primeiro lugar, um privilégio individual, como se de uma capacidade se tratasse. É algo que acontece em Igreja, através da Igreja e para a Igreja. E nesta, o primeiro servidor e agente de discernimento é o seu bispo. Todos os cristãos, e não apenas os padres, devem ouvir a voz do seu bispo, e conduzir a sua vida por ela, enquanto tradução da vontade de Deus para nós.

Que a celebração dos 50 anos de sacerdócio do nosso bispo seja motivo para meditarmos e reflectirmos o nosso amor à Igreja e ao ministério episcopal, na certeza de que quanto mais conscientes estivermos do nosso enquadramento eclesial, mais aprofundaremos a vocação de toda a Igreja, e por isso, também a nossa própria vocação. Neste âmbito, o Sector de Animação Vocacional tentará pôr ao dispor da diocese instrumentos que nos ajudem neste caminho de aprofundamento da consciência eclesial e vocacional, para além de podermos realizar este aprofundamento nas actividades e materiais que já estão ao dispor da diocese: Boletim Sinal, participação mensal na Voz da Verdade, Mosteiro Invisível Vocacional, Terças.com, Semana.com, formação para os animadores paroquiais das vocações e outras. Todas querem fazer-nos “mergulhar na nuvem, mergulhar em Cristo”, como nos desafia o nosso pastor na introdução ao Programa Diocesano de Pastoral, na nuvem do chamamento específico de Cristo a cada um de nós. Que o Senhor nos abençoe neste novo ano de pastoral.



Campo vocacional para raparigas

No mês de Julho decorreu um campo vocacional para raparigas organizado pelo Sector de Animação Vocacional da nossa diocese, em conjunto com algumas irmãs e consagradas. Foram dias para quebrar preconceitos sobre a vocação e a consagração e descobrir Maria, como farol que nos aponta para o Seu Filho, que nos chama. Participaram perto de 30 raparigas de várias paróquias de Lisboa, entre os 13 e os 18 anos. Está marcado um novo campo para as férias do Natal.

 

 

Agenda

 

  • 9 de Outubro – Encontro dos Animadores paroquiais das vigararias I a IV, no Seminário dos Olivais, das 10h00 às 13h00 – Encontro de Animadores paroquiais das vigararias V a X, no Seminário de Caparide, das 10h00 às 13h00
  • 12 de Outubro – Terça.com… vocação (rapazes e raparigas), na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, às 21h30 (ou às 19h00 para a missa e jantar)
  • 16 de Outubro – Encontro de Animadores paroquiais das vigararias XI a XV, no Seminário de Penafirme, das 10h00 às 13h00
  • 19 de Outubro – Terça.com…namorados, na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, às 21h30 (ou às 19h00 para a missa e jantar)
  • 29 e 30 de Outubro – Fórum das Vocações em Fátima para todos os envolvidos na pastoral vocacional ou na pastoral juvenil           
P. Rui de Jesus, Sector de Animação Vocacional
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Se há exemplo de ativismo cívico e religioso e para o impulso permanente em prol da solidariedade, da...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Há temáticas sobre que tem falado o Papa Francisco de forma recorrente e que são da maior relevância, mas nem sempre têm o eco que seria devido.
ver [+]

Tony Neves
O Dia Mundial da Criança comemora-se a 1 de junho, em diversos países, incluindo Portugal, Angola, Moçambique…...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES