Lisboa |
Neste Domingo, dia 21 de janeiro
Patriarcado cede parte das relíquias de São Vicente à Diocese do Algarve
<<
1/
>>
Imagem

O Patriarcado de Lisboa vai ceder à Diocese do Algarve uma parte das relíquias de São Vicente, diácono e mártir do século IV e padroeiro comum. A celebração vai ter lugar neste Domingo, dia 21 de janeiro, na Sé Patriarcal de Lisboa, com o Bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, a presidir à oração de vésperas, às 16h30.

Em novembro de 2023, o bispo algarvio tinha anunciado ter pedido ao Patriarcado de Lisboa a cedência de parte das relíquias de São Vicente, padroeiro principal da cidade de Lisboa e das duas dioceses. O pedido foi feito no contexto das celebrações comemorativas dos 850 anos da chegada das relíquias de São Vicente à capital portuguesa, a 15 de setembro de 1173.

“Chegámos a um entendimento para nos cederem alguma parte dessas relíquias, também em sinal de comunhão eclesial. Temos uma relíquia em Vila do Bispo, mas aqui na nossa catedral não havia qualquer referência que testemunhasse a proteção do nosso padroeiro, o mártir São Vicente”, explicou, então, D. Manuel Quintas.

Neste Domingo, dia 21 de janeiro – e véspera da Solenidade de São Vicente –, uma representação diocesana algarvia virá, em peregrinação, a Lisboa para receber as relíquias do patrono. Segundo a Diocese do Algarve, a representação vai sair de Loulé, de autocarro, a partir das 8h30, passa pelo Santuário de Cristo Rei, em Almada, na Diocese de Setúbal, onde D. Manuel Quintas preside à Eucaristia, e visita ainda o Mosteiro de São Vicente de Fora, em Lisboa.

A partir das 16h30, a delegação algarvia participa na oração de vésperas, na Sé Patriarcal de Lisboa, e recebe então parte das relíquias de São Vicente que vão depois ser trasladadas para a capela das relíquias da Sé de Faro.

Refira-se que foi em 1794 que D. Francisco Gomes do Avelar, Bispo da Diocese do Algarve entre 1789 e 1816, proclamou São Vicente como padroeiro principal da diocese algarvia.

A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Foi muito bem acolhida, pela generalidade da chamada “opinião pública”, a notícia de que...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES