Lisboa |
No dia 2 de janeiro
Faleceram os padres Maximino Salvador e Manuel Alexandre Garcia
<<
1/
>>
Imagem

No dia 2 de janeiro, faleceram dois sacerdotes do presbitério de Lisboa: o padre Maximino Salvador, de 92 anos, que foi pároco de Évora de Alcobaça durante 38 anos; e o padre Manuel Alexandre Tavares da Costa Garcia, de 71 anos, que era colaborador das paróquias do Turcifal e de São Mamede da Ventosa.

 

Padre Maximino Salvador

O padre Maximino Salvador nasceu a 16 de maio de 1931, em Beberriqueira, Tomar, na Diocese de Santarém, frequentou os seminários de Santarém (1944-1947), Almada (1947-1950) e Olivais (1950-1956), tendo sido ordenado presbítero, a 29 de junho de 1956, na Sé Patriarcal de Lisboa, pelo então Cardeal-Patriarca, D. Manuel Gonçalves Cerejeira. “Após a ordenação, o padre Maximino foi nomeado coadjutor em Tomar, onde esteve por dois anos. Foi depois pároco em Vila Franca do Rosário, Enxara do Bispo e Gradil, todas entre 1958 e 1962, ano em que assume a paróquia de Évora de Alcobaça, até ao ano 2000. Ao longo dos anos foi ainda acumulando diversos serviços pastorais, como coadjutor em Turquel (1971-1974), pároco do Vimeiro de Alcobaça (1980-1991) e professor de Religião (1978-1985). Entre 2000 e 2006, o sacerdote foi pároco de Alvorninha e Vidais e, de 1993 a 2011, foi capelão do Hospital de Alcobaça”, salienta uma nota do Patriarcado de Lisboa, salientando que o padre Maximino Salvador “pertencia à Irmandade de São Pedro do Clero do Patriarcado de Lisboa”.

O corpo do sacerdote vai chegar nesta quarta-feira, dia 3 de janeiro, ao final da tarde, à igreja paroquial de Évora de Alcobaça, onde, pelas 21h00, haverá ofício de defuntos. Na quinta-feira, dia 4, nesta mesma igreja, será celebrada a Missa exequial, às 10h30. Por desejo do padre Maximino, a celebração vai ser presidida por D. José Traquina, atual Bispo de Santarém e antigo Bispo Auxiliar de Lisboa. O funeral segue depois para o cemitério da Benedita.

 

Padre Manuel Alexandre Garcia

O padre Padre Manuel Alexandre Tavares da Costa Garcia nasceu na localidade de Kinkanda, em Matadi, na República do Zaire, a 2 de agosto de 1952, frequentou o Seminário de Almada e depois o Seminário dos Olivais, entre 1980 e 1985. Foi ordenado nos Jerónimos, pelo Cardeal-Patriarca D. António Ribeiro, a 30 de junho de 1985. “O sacerdote esteve depois nas paróquias de Abrigada e Cabanas de Torres, ambas de 1985 a 1989, ano em que é nomeado coadjutor de Peniche e de Serra d’El Rei, até 1995. Nesse ano, é nomeado coadjutor de Moita dos Ferreiros e de São Lourenço dos Francos. Entre 1996 e 2001, o padre Manuel Alexandre Garcia foi pároco de São Leonardo de Atouguia da Baleia. Em 2001, assume a capelania do Hospital de Torres Vedras, até 2022, acumulando, depois, com o serviço de pároco da Marteleira (2006-2013) e Campelos (2007-2013). Atualmente, e desde 2013, era colaborador das paróquias do Turcifal e de São Mamede da Ventosa”, informa o comunicado da diocese.

O corpo do sacerdote vai chegar nesta quarta-feira, à igreja do Turcifal, pelas 16h00, onde será celebrada Missa, às 21h00. Na quinta-feira, dia 4 de janeiro, a Missa exequial será às 14h00, presidida pelo Patriarca de Lisboa, D. Rui Valério, seguindo o funeral para o cemitério de Atouguia da Baleia.

A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES