Lisboa |
Três perguntas ao diretor do Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa, João Clemente
“Jornada Diocesana da Juventude será um reencontro”
<<
1/
>>
Imagem

O Patriarcado de Lisboa promove, neste Domingo, a Jornada Diocesana da Juventude, em que mais de dois milhares de jovens vão reviver a JMJ em Vila Franca de Xira. “Vamos viver este dia em festa, com o nosso Patriarca, como um reencontro”, salienta o diretor do Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa, João Clemente.

 

Neste Domingo, 26 de novembro, decorre a Jornada Diocesana da Juventude (JDJ), com o mote ‘Alegres na Esperança’ e já com mais de dois mil jovens inscritos. Que expectativas para este encontro?

Acima de tudo, vemos esta Jornada Diocesana da Juventude como um reencontro. Depois da experiência da Jornada Mundial da Juventude, há 3 meses atrás, os jovens de toda a diocese voltam a encontrar-se. O Patriarcado é uma diocese muito grande geograficamente e é muito bonito ver que, nestas inscrições, temos jovens de praticamente todo o território da diocese! Vamos viver este dia em festa, com o nosso Patriarca, como um reencontro.

 

Após a JMJ Lisboa 2023, que caminho a pastoral juvenil do Patriarcado tem feito neste início de ano pastoral, também com o novo Patriarca, D. Rui Valério?

Claramente, para o Senhor Patriarca, a pastoral juvenil e esta proposta aos jovens é uma das prioridades, ou é a prioridade, da nossa diocese. Simbolicamente, mas também de uma forma muito concreta, o D. Rui no dia 4 de setembro, o dia seguinte à tomada de posse e entrada solene como Patriarca de Lisboa, reuniu connosco. E é este caminho conjunto que estamos a fazer, entre os vários setores que trabalham com os jovens – muito em particular com as pastorais juvenil, universitária e vocacional –, para fazer várias propostas e dar várias respostas aos jovens, ao longo deste ano. Neste momento, vamos vendo o entusiasmo que vai acontecendo nas comunidades.

Por outro lado, uma das preocupações, ou desejos, do Senhor Patriarca é encontrar-se com os jovens, escutá-los, estar com eles. Têm sido vários os momentos em que isso tem acontecido, desde setembro, mas aquele que será o grande momento de encontro, numa lógica de escuta, será o Fórum Geração Rise Up, que acontecerá de 8 a 10 de dezembro, em que, numa lógica sinodal com jovens representantes de muitas paróquias da nossa diocese, com jovens de movimentos e congregações, iremos, juntamente com o Senhor Patriarca, olhar para o futuro da Igreja de Lisboa naquilo que é esta vontade de Jesus.

 

Como ‘agarrar’ os jovens que participaram na JMJ Lisboa 2023?

O objetivo da pastoral juvenil, e da Igreja, não é tanto ‘agarrar’ os jovens, mas fazer-lhes uma proposta de encontro com Jesus. Isto é muito importante, porque esta lógica que vamos tendo de preparar momentos para os jovens, para que eles venham e que fiquem, é muito mais do que isso: é que esta proposta lhes dê sentido à sua vida, que a Pessoa de Jesus seja uma figura apaixonante para os jovens, e, a partir daí, a relação que cada jovem estabelece, em comunidade, com Jesus. Portanto, mais do que querer ‘agarrar’ os jovens, aquilo que nós queremos é propor a Pessoa de Jesus e a maravilha que é seguir Jesus.

 

Programa da JDJ

09h00: Check-in e acolhimento

09h45: Oração da manhã

10h00: Workshops

12h00: Missão

13h00: Almoço

15h00: Concerto do Buba Espinho

17h00: Missa de envio

Cidade da Alegria: Feira Vocacional (todo o dia) e Parque do Perdão (a partir das 13h)

  

_____________


‘E AGORA? - Um mapa para ler a Jornada’

Durante a Jornada Diocesana da Juventude, em Vila Franca de Xira, vai ser lançada, através do Instagram (@lisboa.eagora), a nova proposta mensal da pastoral juvenil, universitária e vocacional do Patriarcado, intitulada ‘E AGORA? - Um mapa para ler a Jornada’. “Seremos conduzidos através de propostas mensais que terão por base a Palavra de Deus e as palavras do Papa durante a Jornada. Com a ajuda do nosso Patriarca, seremos convidados a olhar para a nossa história e refletir o nosso caminho, os nossos passos e opções. Além da Palavra de Deus e do magistério, vamos ser desafiados a aprofundar a nossa Fé, a Oração, o Serviço aos irmãos e também a dialogar com a cultura em que habitamos”, refere um comunicado, sublinhando que esta proposta “não pretende ser uma substituição aos ritmos próprios de cada realidade eclesial”, mas “um subsídio de ajuda que deverá ser adaptado a cada realidade concreta”.

Num vídeo de apresentação do novo itinerário, o Patriarca de Lisboa convida os jovens a “ir ao encontro”. “Ao encontro de Deus, ao encontro dos outros, ao encontro de quem necessita de nós, da nossa ajuda, do nosso auxílio, mas fundamentalmente ao encontro de uma realização da vocação por excelência que nos acompanha, que é a vocação à santidade”, desafiou D. Rui Valério.

 

_____________


Patriarca convida diocese a peregrinar a Fátima para agradecer a JMJ Lisboa 2023

O Patriarca de Lisboa, D. Rui Valério, convoca toda a diocese para a Peregrinação Diocesana a Fátima, no dia 10 de dezembro, Domingo, para agradecer a Nossa Senhora a realização da Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023.

Para esta peregrinação ao altar do mundo, que vai decorrer no período da tarde, está convocada toda a diocese, mas em particular todos os que estiveram na organização da JMJ Lisboa 2023 (COL - Comité Organizador Local, COD - Comité Organizador Diocesano, COV´s - Comités Organizadores Vicariais, COP´s - Comités Organizadores Paroquiais, padres, voluntários, chefes de equipa, famílias de acolhimentos, parceiros, etc.).

Numa mensagem vídeo de convite à Peregrinação Diocesana a Fátima, o Patriarca de Lisboa destaca que esta será uma peregrinação de “gratidão, louvor e agradecimento”. “Lanço-vos um convite a que no próximo dia 10 de dezembro, em peregrinação, em louvor, em gratidão, vamos ao altar do mundo que é Fátima para oferecer à Virgem Santíssima o nosso imenso obrigado pelas graças que recebemos, e que Portugal recebeu e que Lisboa recebeu, com a Jornada Mundial da Juventude. Foi um tempo de graça, foi um Pentecostes, foi um tempo de alegria, foi um tempo em que no céu da juventude de Portugal resplandeceu um sol de esperança, um sol de otimismo”, convoca D. Rui Valério.

A Peregrinação Diocesana a Fátima vai ainda rezar pela Paz no mundo. “Vamos a Fátima para agradecer, mas também para pedir à Senhora da Paz que nos indique o caminho para que na Ucrânia, na Terra Santa, na República Centro Africana, no Mali e em tantos outros países do mundo se restabeleça a paz, pela nossa oração, pela nossa peregrinação, mas sobretudo na certeza de que aquilo que nós pedirmos a Jesus e a Deus, por intercessão da Virgem Santíssima, isso será atendido. Por isso, no próximo dia 10 de dezembro, em gratidão, em louvor e em agradecimento: Fátima, obrigado a Maria”, termina o Patriarca, que confiou a organização da peregrinação ao Serviço da Juventude, à Pastoral Universitária e ao Setor de Animação Vocacional.

 

Programa:

15h00 | Terço - Capelinha das Aparições

16h30 | Eucaristia - Basílica da Santíssima Trindade

 

_____________


Fórum Geração Rise Up

O Patriarcado de Lisboa está a organizar o Fórum Geração Rise Up, de 8 a 10 de dezembro, em Fátima, que vai reunir representantes das realidades onde os jovens da diocese caminham na fé. “Foi um desejo de todos que a JMJ Lisboa 2023 fosse realizada com sucesso, mas também todos desejamos que a JMJ não seja apenas um acontecimento no tempo. Neste sentido, o Serviço da Juventude, a Pastoral Universitária e o Setor de Animação Vocacional têm perscrutado em conjunto qual será o futuro da Pastoral Juvenil na nossa Diocese à luz do caminho feito em conjunto até à Jornada e da vivência dessa semana. O nosso Patriarca, D. Rui Valério, lançou-nos uma grande pista sobre como avançar – é preciso ouvir os jovens com duas linhas orientadoras: Que recebeste nesse cenáculo que foi a JMJ Lisboa 2023? Para onde quer Cristo que caminhe a sua Igreja de Lisboa? Para isto, têm sido promovidos vários momentos de escuta, mas o principal e aquele que permitirá escutar todos os agentes da pastoral juvenil é o Fórum Geração Rise Up”, refere uma carta.

 

_____________


Mensagem do Papa Francisco para a XXXVIII Jornada Mundial da Juventude (excerto)

Queridos jovens!

No passado mês de agosto, encontrei centenas de milhares de vossos coetâneos que, vindos de todo o mundo, se reuniram em Lisboa para a Jornada Mundial da Juventude. Nos dias da pandemia alimentámos, no meio de muitas incertezas, a esperança de que esta grande celebração do encontro com Cristo e com outros jovens se pudesse realizar. Esta esperança concretizou-se e, para mim e muitos de quantos lá estiveram presentes, superou todas as expetativas! Como foi lindo o nosso encontro em Lisboa! Uma verdadeira e real experiência de transfiguração, uma explosão de luz e alegria!

No final da Missa conclusiva no «Campo da Graça», indiquei a próxima etapa da nossa peregrinação intercontinental: Seul, na Coreia, em 2027. Mas antes disso marquei encontro convosco em Roma, para o Jubileu dos jovens em 2025, onde também vós sereis «peregrinos da esperança». De facto vós, jovens, sois a esperança jubilosa duma Igreja e duma humanidade sempre a caminho. Quero tomar-vos pela mão e, junto convosco, percorrer a senda da esperança. Quero falar convosco das nossas alegrias e esperanças, mas também das tristezas e angústias dos nossos corações e da humanidade que sofre (cf. Conc. Ecum. Vat. II, Const. past. Gaudium et spes, 1). Nestes dois anos de preparação para o Jubileu, meditaremos, primeiro, sobre a expressão paulina «Alegres na esperança» (Rm 12, 12) e, depois, aprofundaremos a frase do profeta Isaías: «Aqueles que esperam no Senhor, caminham sem se cansar» (cf. Is 40, 31).

 

_____________


Comunicado final da 208.ª Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (excerto)

A Assembleia refletiu sobre a Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023, reconhecida como um dos maiores acontecimentos na vida da Igreja e da sociedade em Portugal e no mundo, não só do ponto de vista logístico, mas também espiritual. A JMJ representa uma forte herança para o futuro da Igreja com os jovens, sendo necessário integrar o dinamismo e a riqueza trazida por este acontecimento numa pastoral da juventude mais ativa, animada e renovada.

A Assembleia reiterou a sua imensa gratidão à Diocese de Lisboa e à Fundação JMJ Lisboa 2023, nas pessoas dos Cardeais Manuel Clemente e Américo Aguiar, às Dioceses e a toda a Igreja em Portugal, particularmente aos jovens que foram os protagonistas juntamente com o Papa Francisco, bem como ao Estado e a todas as instituições da sociedade civil que foram preponderantes para a excelente realização da JMJ.

textos por Diogo Paiva Brandão; foto por Duarte de Mourão Nunes
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Foi muito bem acolhida, pela generalidade da chamada “opinião pública”, a notícia de que...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES