Lisboa |
Vaticano distingue Lisboa com as ordens honoríficas
“O Papa conseguiu unir todos”
<<
1/
>>
Imagem

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML), Carlos Moedas, recebeu a ordem honorífica do Estado do Vaticano de Cavaleiro da Ordem de São Silvestre pelo trabalho na Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

A distinção foi entregue, no dia 9 de novembro, pelo presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, D. Américo Aguiar, como reconhecimento e agradecimento pelo trabalho desenvolvido pela autarquia e pelos seus trabalhadores na organização da Jornada. “O Papa conseguiu unir todos. O Papa conseguiu que as pessoas trabalhassem todas em conjunto. Quero que esta distinção, tão bonita, fique aqui, ao dispor de todos”, salientou Carlos Moedas, frisando o papel dos funcionários da autarquia, que “são extraordinários”. “São muito bons”, reforçou. Já o cardeal português referiu que as condecorações simbolizam o agradecimento do Papa Francisco a “todos, todos, todos”. “Todos os que se empenharam e dedicaram na JMJ. À CML, a todos os seus trabalhadores, e a todos os munícipes”, assinalou D. Américo Aguiar.

Na cerimónia, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, foi ainda distinguida, com a ordem de Dama da Ordem de São Silvestre, a presidente da Assembleia Municipal. “É com comoção que recebo, em nome de Lisboa, esta distinção”, afirmou Rosário Farmhouse, que recebeu a distinção das mãos do Patriarca de Lisboa, D. Rui Valério.

Também o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, recebeu, a 12 de novembro, a medalha da Ordem Honorífica do Estado do Vaticano de Cavaleiro da Ordem de São Silvestre, entregue pelo presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023.

fotos por Ana Luísa Alvim | CML
A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES