Lisboa |
Solenidade de Todos os Santos
Sé de Lisboa coloca relíquias dos santos à veneração
<<
1/
>>
Imagem

São 12 as relíquias dos santos que estão à guarda da Sé de Lisboa que vão estar expostas para veneração dos fiéis, no Dia de Todos os Santos, a 1 de novembro, quarta-feira.

Esta iniciativa, que teve a sua origem com o cónego Luís Manuel, anterior pároco falecido em 2020, tem este ano a particularidade de convidar, também, à oração pela paz. “Rezamos pelos bons frutos da Jornada Mundial da Juventude e do Sínodo dos Bispos, sem esquecermos os irmãos que sofrem os horrores da guerra e da violência, para que alcancem a reconciliação e a paz”, salienta a organização.

Na comemoração dos 850 anos da chegada das relíquias de São Vicente a Lisboa, também as relíquias do diácono e mártir, padroeiro principal do Patriarcado, vão estar à veneração dos fiéis.

As relíquias que se encontram na Sé Patriarcal de Lisboa vão ficar expostas, para veneração pessoal dos fiéis, desde o final da celebração eucarística das 11h30 até às 16h30, altura em que decorrerá o ensaio de Vésperas da Solenidade de Todos os   Santos, cujo canto terá início às 17h00.

As relíquias que vão estar para veneração dos fiéis, na Sé de Lisboa, são:

São Gregório Nazianzo, bispo e doutor da igreja; +389; 2 janeiro;

Santo Amaro, abade; +cerca séc. VI; 15 janeiro;

São Crispim, bispo; +467; 17 janeiro;

São Vicente, diácono e mártir; +304; 22 de janeiro

São Valério, bispo; 305-315; 22 janeiro;

Santo António, presbítero e doutor da Igreja; +1231; 13 junho;

Santo Aleixo, mendicante; +séc. IV; 17 julho;

São Lourenço, diácono e mártir; +258; 10 agosto;

São João XXIII, Papa, + 1963, 11 outubro;

São Nuno de Santa Maria, religioso; +1431; 6 novembro;

Beata Maria Clara do Menino Jesus, religiosa; +1899; 1 dezembro;

São Francisco Xavier, presbítero; +1552; 3 dezembro.

A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Quando Jean Lacroix fala da força e das fraquezas da família alerta-nos para a necessidade de não considerar...
ver [+]

Tony Neves
É um título para encher os olhos e provocar apetite de leitura! Mas é verdade. Depois de ver do ar parte do Congo verde, aterrei em Brazzaville.
ver [+]

Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES