Lisboa |
D. Manuel Clemente
Saudação ao novo Patriarca de Lisboa
<<
1/
>>
Imagem

O Santo Padre acaba de nomear Patriarca de Lisboa o Senhor D. Rui Manuel Sousa Valério, SMM, até agora Bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança.

Agradeço a nomeação, pelo conhecimento que tenho das necessidades da Diocese e das qualidades humanas e pastorais de D. Rui Valério. Sacerdote monfortino (Missionários da Companhia de Maria), trabalhou vários anos connosco, sendo pároco, vigário, membro do Conselho Presbiteral e do Sínodo Diocesano de 2016, em cuja aplicação continuamos.

Em tudo se revelou como homem de Deus, ao serviço do Seu povo, com a espiritualidade mariana tão própria do fundador do seu Instituto, São Luís Maria Grignion de Montfort. D. Rui é um pastor cordial e próximo, pronto a corresponder ao que mais urja para o bem de cada um e das comunidades que serve. Coincide com o que o Evangelho requer e o Papa Francisco pede aos pastores da Igreja, como certamente foi tido em boa conta para a presente nomeação.

Dirigindo-se ao Capítulo Geral da Companhia de Maria (Monfortinos), no mês de maio passado, o Papa Francisco sublinhou “três valores” que o Instituto cultiva e têm particular atualidade: “o acolhimento, a internacionalidade e a ternura”. Acolhimento, que “precisa de criatividade, que nos torne próximos de todos, inclusive em situações novas que exigem respostas urgentes”. Internacionalidade, “pelas cores da internacionalidade, da multiculturalidade e do diálogo intergeracional”. Ternura, porque as virtudes mencionadas “florescem, a todos os níveis, quando as pessoas se sentem amadas e respeitadas”. Porque “Deus é próximo, terno e compassivo. Ternura, compaixão e proximidade”.

Estou certo de que estas indicações papais, tão coincidentes com o que nos disse nos inesquecíveis momentos da Jornada Mundial da Juventude, encontrarão pleno cumprimento no novo Patriarca de Lisboa, de quem passo a ser mais um diocesano, com oração e muita estima.

Nesta ocasião agradeço muito reconhecidamente ao Povo de Deus do Patriarcado de Lisboa, que sempre me acompanhou na oração e na colaboração pastoral. Irmãos Bispos, sacerdotes, diáconos, consagrado/as e leigos/as, de todos continuarei próximo, porque “o coração não tem distância”. Agradeço igualmente a disponibilidade que sempre encontrei nas entidades civis, públicas e privadas, para tudo quanto se destinasse ao serviço da sociedade em geral.

D. Rui Valério tomará posse, diante do Cabido (Colégio dos Consultores), no sábado 2 de setembro, as 11 horas, na Sé Patriarcal. E entrará solenemente no Domingo 3 de setembro, às 16 horas, presidindo à Celebração Eucarística em Santa Maria de Belém (Jerónimos).

 

Com o nosso novo Patriarca e com todos, que Deus abençoe e Nossa Senhora proteja,  

+ Manuel Clemente

 

Festa de São Lourenço, 10 de agosto de 2023

A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES