Lisboa |
Cardeal-Patriarca escreve carta aos diocesanos de Lisboa
Símbolos da JMJ no Patriarcado são “ocasião de encontro, de alegria e de evangelização”
<<
1/
>>
Imagem

O Patriarcado de Lisboa recebe neste sábado, 1 de julho, os símbolos da JMJ e o Cardeal-Patriarca considera que será “oportunidade de encontro entre culturas e gerações”. A Cruz peregrina e o Ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’ estarão na diocese até dia 23 de julho.

“Estamos em contagem decrescente para a Jornada Mundial da Juventude, mas, ainda antes do dia 1 de agosto, teremos durante o mês de julho a Peregrinação dos Símbolos da JMJ. Esta será, certamente, uma ocasião de encontro, de alegria e de evangelização. Esta peregrinação será uma oportunidade de encontro entre culturas e gerações, porque quando decidimos ir ao encontro do outro, fazemos a experiência da Páscoa, do encontro com o Ressuscitado, do encontro com a vida nova da fé”, escreveu D. Manuel Clemente, reforçando que a peregrinação dos símbolos “será ainda, ocasião de alegria contagiante, fazendo crescer o entusiasmo e a ousadia de percorrer periferias, tendo como horizonte a evangelização de toda a sociedade, pois cada comunidade tem este ambicioso horizonte, de levar o Evangelho até aos confins da terra (Mt 24,14)”.

Na carta aos diocesanos de Lisboa, que foi divulgada no passado dia 24 de junho, no site do Patriarcado (www.patriarcado-lisboa.pt), o Cardeal-Patriarca sublinha que esta é, “ao mesmo tempo”, a “oportunidade da preparação última para a JMJ Lisboa 2023”. “Uma preparação para o encontro com o Santo Padre e com os jovens do mundo inteiro. Preparar para acolher, e acolher bem, ao jeito de Jesus”, frisou, deixando diversos agradecimentos: “Agradeço a todos os Comités Paroquiais e Vicariais o trabalho incansável ao longo destes anos na preparação da JMJ Lisboa 2023. Os membros destas equipas paroquiais já atingiram as 10000 pessoas. Já temos também 6000 famílias de acolhimento em toda a Diocese. Os peregrinos que ficarem alojados nas casas das famílias irão ter uma experiência única de acolhimento e criarão uma relação de amizade com as famílias que continuará a dar frutos depois da JMJ Lisboa 2023. A todas as famílias que já estão inscritas como famílias de acolhimento a minha gratidão”.

A receção dos símbolos tem lugar este sábado, dia 1 de julho, pelas 10h00, no Mosteiro de Alcobaça. “Todo serão bem-vindos! Na celebração eucarística será feita a bênção das famílias de acolhimento, que estiverem presentes. Desafio-vos ainda para que nos próximos dias as paróquias reforcem o convite para mais famílias de acolhimento”, convidou D. Manuel Clemente, confiando “à proteção maternal da Nossa Senhora da Visitação esta peregrinação dos símbolos com o horizonte na JMJ Lisboa 2023”.

De 1 a 23 de julho, a visita dos símbolos da JMJ ao Patriarcado de Lisboa inclui as 18 vigararias e 22 municípios.

A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES