Lisboa |
Setor de Animação Vocacional
Encontrar com “um Deus que nos ama”
<<
1/
>>
Imagem

O Setor de Animação Vocacional do Patriarcado de Lisboa organiza, durante o mês julho, diferentes atividades vocacionais para rapazes e para raparigas.

Os Luzeiros são os Campos Vocacionais para raparigas do 7.º ao 12.º ano e vão decorrer de 6 a 9 de julho, em lugar a confirmar. “Queremos lançar-te um convite para as tuas férias de Verão. Convidamos-te a participar no Luzeiro de Verão, um encontro vocacional para raparigas da tua idade, dos 12 aos 17 anos, onde faremos a experiência de nos encontrarmos com um Deus que nos ama muito e que nos quer ajudar encontrar o caminho da nossa vida”, refere uma carta, enviada às paróquias. “Se gostavas de aprender a ouvir a voz de Deus na tua vida concreta então aproveita esta oportunidade. No Luzeiro de Verão poderás aprender a dar passos na descoberta da tua vocação. Aguardam-te novas amizades, jogos, momentos de diversão. Mas acima de tudo, verás que será um inesquecível tempo de partilha, escuta, convívio, oração… descoberta do que Deus tem para ti e quer contar-te”, acrescenta a nota. Para raparigas maiores de 18 anos, o Patriarcado organiza o Pavio, um “grupo de acompanhamento e formação vocacional ao longo do ano”, recorda o comunicado.

O Pré-Seminário de Lisboa promove os Campos Vocacionais para rapazes, com o Estágio de Verão (6.º a 8.º ano) a decorrer de 6 a 8 de julho e o Campanário de Verão (9.º a 11.º) de 10 a 13 de julho. Para os rapazes do 12.º ano e universitários, a proposta é a Semana de Verão, que vai ter lugar no Seminário de Caparide, de 13 a 20 de julho.

Informações: http://vocacoes.patriarcado-lisboa.pt

A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES