Lisboa |
Crisma na prisão
“Responder ao mal com o bem”
<<
1/
>>
Imagem

O Bispo Auxiliar de Lisboa D. Joaquim Mendes foi crismar ao Estabelecimento Prisional da Carregueira, na tarde do passado dia 2 de junho, deixando um convite, em tom de desafio, aos reclusos. “Acreditai no amor de Deus, que nos ama não por sermos bons, mas por sermos pecadores e, no dia a dia, procurai testemunhar a beleza deste amor nas vossas relações uns com os outros e com todos. Sei que às vezes, não é fácil, mas é possível, porque o Espírito Santo habita em nós, e nos dá a coragem de amar, de perdoar, de ir em frente; o amor de Deus em nós é uma força poderosa que nos ajuda a vencer o mal e a responder ao mal com o bem. Esta é uma grande arma que Deus nos dá. Foi com o amor que Jesus venceu os inimigos, respondeu aos que o crucificaram, derrubou os poderosos, aniquilou o pecado e a morte”, lembrou o prelado, na sua homilia.

Durante a celebração, D. Joaquim Mendes confirmou na fé alguns reclusos. “Deixai que a graça do sacramento do Crisma frutifique em vós num caminho de bem, de gestos quotidianos de amor. São os pequenos gestos de bem que dão sabor, sentido e alegria à nossa vida, que fazem de nós testemunhas de Jesus. O testemunho cristão não se faz com o bombardeio de mensagens religiosas, mas com a vida, com a vontade de fazer o bem, em gestos simples de caridade fraterna, de ajuda e de perdão”, sublinhou.

A Missa no Estabelecimento Prisional da Carregueira, em Belas, teve lugar numa sexta-feira, e celebrou, antecipadamente, a liturgia do Domingo seguinte, a Solenidade da Santíssima Trindade. “O Espírito Santo é também chamado de Paráclito, Advogado, Defensor, Consolador. Ou seja, um bom companheiro, que podeis ter convosco, ao vosso lado, no vosso coração. Acolhei-o, invocai-o, rezai-lhe, partilhai a vossa vida com Ele, para olhardes o futuro com esperança, com a certeza de que Deus, pelo Espírito Santo, está convosco, habita em vós e jamais vos abandona, antes vos abraça e vos cura interiormente com o bálsamo da sua misericórdia”, garantiu o Bispo Auxiliar.

A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES