Lisboa |
Interescolas Diocesano reuniu 1000 alunos de EMRC
Um Encontro que une Escolas
<<
1/
>>
Imagem

O XXIII Interescolas Diocesano aconteceu no dia 28 de março, no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima, organizado pelo Secretariado Diocesano do Ensino Religioso (SDER) de Lisboa.

Cerca de 1000 alunos e professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) reuniram-se para celebrar e conviver. Isto mesmo testemunha o aluno Francisco Rodrigues, de 11 anos: “Achei muito divertido. É a primeira vez que venho. Temos aqui uma oportunidade de conhecer novas pessoas e fazer amigos de outras escolas”. O evento, com a temática do SDER, ‘Levanta-te! Vem connosco!’, destacando a JMJ Lisboa 2023, contou com números de animação, apresentados pelos alunos, desde canto, poemas, dança, bombos, passando pela tuna e arrufeiros. A plateia, muito interventiva, foi animada pela banda Ím’par e pela dupla estreante de apresentadores, Mariana Rodrigues e Cláudio Louro. “Foi muito bom! Deu para perceber que todas as escolas devem estar presentes, até mesmo as católicas”, explica Mariana Rodrigues, professora de EMRC no Externato de São Vicente de Paulo. Cláudio Louro confessa que “estava nervoso ao início”. “Sentiu-se uma grande energia, tanto do público como dos professores, toda a gente participou. É mesmo um encontro que une todas as escolas e toda a gente. Foi um excelente encontro”, garante.

Para algumas escolas foi ainda o regresso após a pandemia. “Antes do covid vim durante muitos anos, depois parámos e, hoje, foi um reviver, um relembrar. Gostei mesmo muito”, esclarece Linda Comendinha, professora de Educação Musical do Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia.

texto por Joana Felício (SDER)
A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES