Lisboa |
Rito de Eleição dos catecúmenos
“Procuremos familiarizarmo-nos com a Palavra de Deus”
<<
1/
>>
Imagem

A Sé Patriarcal de Lisboa recebeu, no I Domingo da Quaresma, o Rito de Eleição dos catecúmenos, que vão ser batizados na próxima Vigília Pascal, com D. Joaquim Mendes, Bispo Auxiliar de Lisboa, a deixar um convite a “imitar Jesus”.

“A vida cristã é um combate. Nela, somos convidados a imitar Jesus, a enfrentar o combate espiritual contra o Maligno com a força da Palavra de Deus. Não com a nossa palavra, essa não serve, somente a Palavra de Deus tem a força de derrotar Satanás. Jesus ensina-nos que com o Diabo não se dialoga, não se dialoga com a tentação, não se faz cedências, mas contra-ataca-se com a Palavra de Deus, responde-se com a Palavra de Deus. A força da Palavra de Deus é o grande escudo, um escudo poderoso, contra as tentações. A Palavra de Deus tem a força para derrotar Satanás, para vencer o mal. Procuremos familiarizarmo-nos com a Palavra de Deus, para que ela esteja no nosso coração e nos nossos lábios, para que nenhuma tentação nos afaste de Deus, nenhum obstáculo afaste do caminho do bem, para podermos responder como Jesus ao Diabo: «Não tentarás»”, assinalou o prelado, na sua homilia.

A celebração do passado dia 26 de fevereiro foi organizada pelo Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa e teve cerca de sete dezenas de catecúmenos, vindos de 24 paróquias da diocese, além da presença dos padrinhos e madrinhas dos candidatos, seus catequistas e alguns dos sacerdotes das respetivas comunidades paroquiais. “Saúdo cada um e cada uma de vós, assim como os vossos padrinhos, párocos, catequistas, familiares, amigos e membros das vossas comunidades cristãs que vos acompanham neste passo importante do vosso itinerário para os sacramentos do Batismo, do Crisma e da Eucaristia, que recebereis na próxima Vigília Pascal. O Senhor tocou o vosso coração e vós iniciastes um caminho de conhecimento e experiência da vida cristã, do que comporta ser cristão, discípulo de Jesus, membro do povo santo de Deus”, lembrou D. Joaquim Mendes, reforçando que “a vida cristã é um caminho de conformação da nossa vida com a de Jesus, um caminho de conversão, que dura toda a vida”.

fotos por Paróquia de Santa Maria Maior - Sé Patriarcal de Lisboa
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Se há exemplo de ativismo cívico e religioso e para o impulso permanente em prol da solidariedade, da...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Há temáticas sobre que tem falado o Papa Francisco de forma recorrente e que são da maior relevância, mas nem sempre têm o eco que seria devido.
ver [+]

Tony Neves
O Dia Mundial da Criança comemora-se a 1 de junho, em diversos países, incluindo Portugal, Angola, Moçambique…...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES