JMJ Lisboa 2023 |
Cruz Peregrina e ícone de Nossa Senhora
Símbolos da JMJ peregrinam por Braga em ambiente de união e animação
<<
1/
>>
Imagem

A Cruz Peregrina e o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani continuam a sua Peregrinação pela Arquidiocese de Braga, tendo marcado presença em Terras de Bouro, de 11 a 13 de fevereiro. Durante três dias, os Símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) peregrinaram pela Vila do Gerês, por São Bento da Porta Aberta, pelo Rio Caldo, por Covide, pela Barragem de Vilarinho da Furna, por Brufe, Cibões, Gondoriz, Valdreu e Moimenta.

Durante a sua permanência neste Arciprestado, foi possível ver a emoção sentida e vivida por parte da população. O ambiente vivido em Terras de Bouro permitiu ver desde crianças a louvar os Símbolos até à união e animação durante toda a Peregrinação. Foram dias de festejo e de muita oração.

Os Símbolos da JMJ chegaram a Vila Verde na segunda-feira, dia 13 de fevereiro. Os paroquianos prepararam diversos momentos, como um cortejo até à Igreja de Vila Verde, que contou com uma concentração de cerca de 150 motards que acompanharam o cortejo. Vila Verde viveu momentos de adoração e realizou um concerto para acolher a Cruz Peregrina e o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani.

No dia 15 de fevereiro, os Símbolos da JMJ seguiram caminho e, desta vez, chegaram a Vieira do Minho, onde permaneceram até ao dia 17 de fevereiro. Aqui, os Símbolos, bem como a comunidade, vivenciaram a procissão de velas e a vigília na Igreja Matriz. Mariza Ribeiro, que pertence ao Comité Organizador Arciprestal (COA) de Vieira do Minho, contou ao Diário do Minho como foi a receção dos Símbolos: “Prepararam cânticos, lançaram pétalas de flores e fizeram orações”. “Os Símbolos da JMJ foram recebidos e saudados com alegria. Todas estas Paróquias mobilizaram-se para os acolher e receberam-nos com bastante efusividade. Tinham cartazes de boas-vindas, arquinhos adornados com flores e com luzes. Nota-se que houve empenho e preocupação em dar dignidade ao momento”, acrescentou Mariza.

A Cruz Peregrina e o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani despediram-se de Vieira do Minho com uma procissão. De dia 17 até domingo, dia 19 de fevereiro, os Símbolos peregrinaram por Cabeceiras de Basto. Uma visita que ficou marcada pela vigília e pelos diversos momentos de oração.

A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES