JMJ Lisboa 2023 |
Jovem alemã
Chiara terminou o secundário e rumou a Portugal para ser voluntária no COL
<<
1/
>>
Imagem

Chiara Kollmeder, de 18 anos, veio da Alemanha para servir a JMJ Lisboa 2023 como voluntária de longa duração. Depois de terminar o secundário, a jovem alemã viu aqui uma oportunidade de “sair da minha zona de conforto e crescer enquanto pessoa”.

A jovem alemã integra agora a equipa do Caminho 23, do Comité Organizador Local (COL), estabelecendo contacto com as Conferências Episcopais dos restantes países neste caminho de preparação para a JMJ Lisboa 2023.

Depois das experiências com a preparação de eventos no seu país de origem, Chiara Kollmeder procura agora fazer parte “do grande evento” que é a Jornada Mundial da Juventude.

Para a jovem de Munique, esta é, também, uma oportunidade para “fortalecer a minha vivência ao nível da fé”, já que “é muito comovente e motivador ver tantos jovens a trabalhar para que a Jornada Mundial da Juventude aconteça”.

A sua integração tem sido tranquila, uma vez que, conforme conta, “toda a gente está a ser incrível comigo e eu não estava à espera disso”. “Tenho sempre muita gente a quem recorrer, amigos e também colegas”, acrescenta.

Para os voluntários, Chiara Kollmeder deixou o seu testemunho, descrevendo a sua experiência como “das melhores que sempre tive”, e aconselhou todos os que estão na dúvida “a juntarem-se a esta aventura incrível”.

Já no que toca aos peregrinos, Chiara descreve a fé como sendo alegria e, por isso, convida os jovens de todo o mundo a virem a Portugal para “sentirem a alegria da JMJ Lisboa 2023”.

A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Foi muito bem acolhida, pela generalidade da chamada “opinião pública”, a notícia de que...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES