Lisboa |
Sé de Lisboa coloca à veneração as relíquias dos santos
“Veneração das relíquias pode ajudar-nos a crescer na santidade”
<<
1/
>>
Imagem

A Sé Patriarcal de Lisboa vai colocar à veneração as relíquias dos santos que estão à guarda da catedral. A iniciativa vai ter lugar no Dia de Todos os Santos, a 1 de novembro, terça-feira, e pretende convidar à oração e enriquecer esta solenidade, segundo explica, ao Jornal VOZ DA VERDADE, o pároco da Sé, cónego Jorge Dias: “Creio que esta iniciativa teve a sua origem com o cónego Luís Manuel, nos anos em que foi pároco da Sé. Pareceu-nos, a mim e ao padre Joaquim [coadjutor], que tinha todo o sentido mantê-la porque, embora a comunidade paroquial seja numericamente pequena, continua a entusiasmar-se com a celebração dos mistérios da fé. A Solenidade de Todos os Santos, depois da celebração da Eucaristia, é vivida e enriquecida com este tempo de oração. E, além dos turistas que vão passando, alguns fiéis da vizinhança, conhecedores da iniciativa, também se vão juntando para rezar”.

Questionado sobre a atualidade da devoção de relíquias, lembra que “os fiéis cristãos têm como horizonte existencial chegar à medida do homem perfeito, atingir a estatura de Cristo”. “As relíquias (ou seja, os restos, o que sobra) daqueles que se aproximaram dessa estatura, pelo seu esforço e, acima de tudo, pela ação do Espírito Santo, são, para nós, um sinal de que, em cada tempo foi e é possível seguir Cristo e configurar-se com Ele”, aponta o cónego Jorge Dias, reforçando que a Igreja precisa de “modelos de fé”. “Precisamos de modelos de fé. Sempre e, ouso afirmar, talvez de modo especial, nestes nossos tempos. Olhar e venerar as relíquias pode, pois, incentivar-nos no seguimento e no testemunho de Cristo. A veneração das relíquias pode ajudar-nos a crescer na santidade percorrendo um caminho de conversão”, considera o pároco da Sé de Lisboa.

As relíquias dos santos na Sé de Lisboa vão ficar expostas para veneração dos fiéis no dia 1 de novembro, desde a conclusão da Eucaristia das 11h30 até ao final das Vésperas, que se iniciam às 17h00.

 

As relíquias que vão estar para veneração dos fiéis, na Sé de Lisboa, são:

São Gregório Nazianzo, bispo e doutor da Igreja; +389; 2 de janeiro

Santo Amaro, abade; +séc. VI; 15 de janeiro

São Crispim, bispo; +467; 17 de janeiro

São Vicente, diácono e mártir; +304; 22 de janeiro

São Valério, bispo; +305-315; 22 de janeiro

Santo António, presbítero e doutor da Igreja; +1231; 13 de junho

Santo Aleixo, mendicante; +séc. IV; 17 de julho

São Lourenço, diácono e mártir; +258; 10 de agosto

São João XXIII, Papa, +1963, 11 de outubro

São Nuno de Santa Maria, religioso; +1431; 6 de novembro

Beata Maria Clara do Menino Jesus, religiosa; +1899; 1 de dezembro

São Francisco Xavier, presbítero; +1552; 3 de dezembro

texto por Diogo Paiva Brandão; foto por Sé de Lisboa
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Se há exemplo de ativismo cívico e religioso e para o impulso permanente em prol da solidariedade, da...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Há temáticas sobre que tem falado o Papa Francisco de forma recorrente e que são da maior relevância, mas nem sempre têm o eco que seria devido.
ver [+]

Tony Neves
O Dia Mundial da Criança comemora-se a 1 de junho, em diversos países, incluindo Portugal, Angola, Moçambique…...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES