Lisboa |
Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja
Relatório final apresentado a 31 de janeiro
<<
1/
>>
Imagem

A Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa revelou que validou 424 testemunhos, 17 seguiram para o Ministério Público e 30 estão ainda em análise.

Em conferência de imprensa, no dia 11 de outubro, na Fundação Calouste Gulbenkian, o presidente da Comissão Independente, Pedro Strecht, revelou que o relatório final deve ser fechado no prazo previsto (dezembro) e a apresentação pública deve acontecer a 31 de janeiro de 2023. De acordo com o médico pedopsiquiatra, o documento vai incluir recomendações.

Álvaro Laborinho Lúcio, membro deste grupo de trabalho, garantiu que a Comissão Independente não transmite “nenhuns dados nem à CEP, nem às comissões diocesanas”. “A única entidade a quem transmitimos alguns dados é ao Ministério Público, exatamente no caso de os testemunhos configurarem a prática de um crime e estarem possivelmente dentro do prazo de procedimento criminal. Digo ‘possivelmente’ – não somos nós quem julga a prescrição, damos sempre uma margem de erro e enviamos ao Ministério Público alguns casos que na nossa perspetiva estarão prescritos, mas deve ser o Ministério Público a dizê-lo”, afirmou o antigo Ministro da Justiça.


Informações: https://darvozaosilencio.org

foto por Agência Ecclesia
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES