JMJ Lisboa 2023 |
Rés-do-chão da sede da JMJ Lisboa 2023
“A casa de todos os jovens”
<<
1/
>>
Imagem

O rés-do-chão da sede da JMJ Lisboa 2023 tem, a partir desta semana, uma nova vida. Depois de trabalhos de limpeza e adaptação, os vários espaços deste piso da Antiga Manutenção Militar de Lisboa, no Beato, vão ficar de portas abertas todos os dias (segunda-feira a sábado, das 10h00 às 24h00; e Domingos, das 15h00 às 24h00) para oferecer a todos os jovens a possibilidade de ali se encontrarem. Segundo o coordenador do COD de Lisboa, João Clemente, este local cumpre o objetivo de “haver, neste caminho de preparação para a Jornada, um espaço de encontro, uma ‘casa’, onde os jovens se pudessem encontrar para conviver, rezar, festejar”. “Desejamos que os jovens se sintam em casa”, refere.

Esta proposta, que é desenvolvida em diálogo com as pastorais Universitária, Vocacional, Familiar e com o Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa, assenta em cinco ‘pilares’: Cultura, Amigos, Fé, Estudo e Vocação. Vai ser possível, por exemplo, aos sábados à noite, participar no ‘Late Night JMJ’, com diferentes propostas culturais, conhecer a sede da JMJ, ter um espaço para estudar e conviver e até ter uma experiência de acompanhamento espiritual e vocacional. Todas as quintas-feiras, há Missa às 19h00 e, aos Domingos, a celebração eucarística é às 21h00.

 

Acompanhe as várias propostas nas páginas do COD de Lisboa no Facebook e Instagram (cod.lisboa.juventude).

A OPINIÃO DE
Pedro Vaz Patto
Há temáticas sobre que tem falado o Papa Francisco de forma recorrente e que são da maior relevância, mas nem sempre têm o eco que seria devido.
ver [+]

Tony Neves
O Dia Mundial da Criança comemora-se a 1 de junho, em diversos países, incluindo Portugal, Angola, Moçambique…...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES