JMJ Lisboa 2023 |
Alunos de EMRC desafiados
Conhecer a história das JMJs e ter “papel interventivo” na Jornada de Lisboa
<<
1/
>>
Imagem

O coordenador nacional da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), António Cordeiro, revela que esta disciplina está a procurar “consciencializar” os alunos para a “disponibilidade” em “desempenharem um papel interventivo na JMJ Lisboa 2023”. Desde o ano letivo 2019-2020, os adolescentes e jovens têm tido aulas sobre a JMJ. “No 3.º Ciclo, a proposta é focada na génese e na exploração da mensagem de diferentes JMJs, procurando daí extrair, dessa mensagem, os valores que a disciplina veicula em contexto de sala de aula. Neste próximo ano letivo, será explorada a mensagem do Papa para a JMJ Lisboa 2023, com um apelo à dimensão do acolhimento”, explica António Cordeiro.

No Ensino Secundário, a proposta procurou, desde logo, focar no “desafio a ser para os outros”. Segundo o coordenador nacional da disciplina de EMRC, “as aulas versaram sobre a reflexão acerca do que é ser voluntário e o exercício de cidadania, para se passar a um outro passo, que é o que cada um pode fazer no seu espaço – escolar e familiar”. Com esta proposta, pretende-se “apontar o caminho” para que os alunos se possam sentir “disponíveis” para intervir na preparação da JMJ Lisboa 2023.

A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Foi muito bem acolhida, pela generalidade da chamada “opinião pública”, a notícia de que...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES