Lisboa |
X Encontro Mundial das Famílias Lisboa 2022
“Levar a envolvência da JMJ às famílias”
<<
1/
>>
Imagem

Sabia que Lisboa (também) vai receber o Encontro Mundial das Famílias 2022? De 22 a 26 de junho, são muitas as iniciativas preparadas pela Pastoral Familiar do Patriarcado, com o tema ‘Famílias a caminho da JMJ’, com destaque para o Dia de Oração (dia 24, em casa e na paróquia) e a Festa da Família (dia 26, em Vialonga).

 

Uma semana de festa, oração e reflexão para todas as famílias. Assim vai ser o X Encontro Mundial das Famílias (EMF) 2022, que, por desejo do Papa Francisco, vai decorrer em todas as dioceses do mundo, de 22 a 26 de junho. “O encontro é multicêntrico. O Papa não quer as pessoas em Roma, quer que seja feito o X Encontro Mundial das Famílias nas nossas dioceses, de todo mundo, e por isso vamos estar em sintonia com Roma, mas temos, aqui em Lisboa, o nosso encontro local”, começa por lembrar, ao Jornal VOZ DA VERDADE, Regiani Líbano Monteiro que, juntamente com o marido, Tiago, integram a direção da Pastoral Familiar da diocese.

No Vaticano, o tema do EMF é ‘Amor em família: vocação e caminho de santidade’. No Patriarcado, o tema foi adaptado. “Nós, aqui em Lisboa, vamos também tratar desse tema, mas o tema que escolhemos para o Encontro Mundial das Famílias de Lisboa é ‘Famílias a caminho da JMJ’. Sentimos que, na nossa diocese, não fazia sentido ser de outra forma. Estamos com a JMJ à porta, e é muito importante estarmos todos unidos neste objetivo de acolher a Jornada Mundial da Juventude. Como Pastoral da Família, temos de levar esta envolvência às famílias, para estarmos todos no mesmo rumo”, deseja esta responsável.

 

EMF em três vertentes

O Encontro Mundial das Famílias tem sempre, nas nove edições (ver caixa) que já aconteceram, três vertentes: a ‘festa’, a ‘oração’ e a ‘reflexão’. Em Lisboa, o X EMF não será diferente, segundo explica Regiani. “No programa, quisemos espelhar esses três momentos que sempre ocorrem nos Encontros Mundiais das Famílias, em união com Roma”, salienta esta responsável, sublinhando que, na vertente ‘oração’ do programa, são feitas propostas para serem vividas “localmente”, nas paróquias e em família: “A abertura, no dia 22 de junho, quarta-feira, será feita nas Missas nas paróquias; o dia 24, sexta-feira, é o dia de oração, para convidarmos as famílias a rezar, nas suas casas, nas suas paróquias, portanto muito localmente”.

Pelo meio, haverá o DIA 23, a proposta mensal do COD (Comité Organizador Diocesano) de Lisboa para a preparação da JMJ Lisboa 2023. “Quando percebemos que o DIA 23 estava dentro do Encontro Mundial das Famílias, achámos que era importante associarmo-nos a esse dia com os jovens”, explica. Este dia está a ser preparado pelo COV (Comité Organizador Vicarial) de Mafra, e vai decorrer a 23 de junho, pelas 21h30, na Basílica de Mafra, com transmissão online. “Eles escolheram como tema para o DIA 23: ‘JMJ a caminho das famílias’. Fizeram esse trocadilho de pegarem no nosso tema – ‘Famílias a caminho da JMJ’ – e fazerem ao contrário. Foi muito interessante”, considera Regiani, lembrando que, no último mês, a Cruz do COD de Lisboa tem percorrido as paróquias da Vigararia de Mafra e tem sido acompanhado pelo Ícone da Sagrada Família: “No dia 23 de maio, foi entregue pela Pastoral Familiar de Lisboa o Ícone da Sagrada Família à Vigararia de Mafra e esses dois símbolos estão a caminhar juntos, durante esse mês. Queremos marcar esta nossa caminhada com os jovens”.

 

Dois pontos altos

Na vertente da ‘reflexão’, ou ‘formação’, a Pastoral Familiar de Lisboa organizou o Congresso Teológico-Pastoral, que iria decorrer no dia 25 de junho, sábado, no Centro Paroquial de Santa Joana, Princesa, e que entretanto foi adiado para o dia 5 de outubro. “Em Roma, vai decorrer um congresso ao longo de três dias. Em Lisboa, num dia, vamos aprofundar o tema que nos chegou de Roma, mas queremos focar nos jovens. Queremos que o Congresso Teológico-Pastoral chegue não só a casais que estão ligados a este tema da família, mas também a jovens que estão no namoro, que estão a fazer o seu discernimento, casados ou recém-casados. É um momento que temos como proposta de aprofundamento, formação e reflexão”, destaca.

Por último, a vertente da ‘festa’, ou ‘celebração’, será no Domingo, dia 26 de junho, com a Festa da Família, em Vialonga. “A Festa da Família é um momento tradicional do Patriarcado de Lisboa. É um encontro grande, em que queremos celebrar a família. Deslocámos esta nossa festa habitual, que era para ter acontecido em maio, para o dia 26 de junho para acompanhar o Encontro Mundial das Famílias que o Papa nos pediu para fazermos nas dioceses. Será um encerramento em grande, e presencial, em Vialonga”, deseja Regiani Líbano Monteiro.

 

A oitava edição

Depois de Mafra (2014), Mucifal - Sintra (2015), Casa do Gaiato, em Santo Antão do Tojal (2016), Alcobaça (2017), Penafirme - Torres Vedras (2018), Parque da Quinta das Conchas, em Lisboa (2019), e Óbidos (2021, que decorreu de forma reduzida, devido à pandemia, mas também online), será a Vialonga a receber a Festa da Família 2022. “A Festa da Família tem percorrido diferentes vigararias da diocese também para implementar a Pastoral Familiar nessas vigararias que recebem o evento. Em Vila Franca de Xira-Azambuja, encontrámos uma Pastoral Familiar muito dinâmica e em Vialonga um grupo de casais muito empenhados”, começa por salientar a responsável diocesana. “A preparação para a Festa da Família está a correr muito bem. Tivemos uma abertura e um acolhimento muito grande por parte da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e da Junta de Freguesia de Vialonga. Tem sido uma preparação com muito empenho, muito ânimo, para construir esta festa em conjunto. Sentimos o empenho de toda a região, com uma equipa vicarial da Pastoral da Família já consolidada e com um caminho feito. Tem sido bom”, acrescenta.

 

Ícone da Sagrada Família

Como preparação da Festa da Família (e também do X Encontro Mundial das Famílias), a Pastoral Familiar de Lisboa entregou à Vigararia de Vila Franca de Xira-Azambuja, no passado mês de março, o Ícone da Sagrada Família que, nestes últimos três meses, tem peregrinado por cada uma das 17 paróquias. “Queremos precisamente que haja um momento de oração, de divulgação, o chamar as famílias para participarem, e permitir que a Festa da Família seja de todos. Queremos que esta proposta da Pastoral da Família seja alargada, para chegar a todos daquela região e não apenas às famílias de Vialonga”, manifesta.

Neste caminho de preparação, segundo garante Regiani, tem sido possível envolver os jovens. “Como o Encontro Mundial das Famílias em Lisboa tem esta visão da JMJ, também temos muitos jovens da vigararia envolvidos na preparação. Eles estão a participar nas reuniões com a Pastoral da Família”, refere, satisfeita, esta responsável, destacando que “no próprio programa da Festa da Família há a envolvência da juventude”. “Temos os jovens na oração de abertura da festa, e um espaço grande dedicado a eles que é o Espaço JMJ. Estamos unidos a eles. Foi uma coisa boa, e era um sonho que já havia, o trazermos os jovens para a Festa da Família. Porque quando falamos em Pastoral Familiar, não podemos pensar somente no casal. Esse ‘pontapé’ que foi dado com a JMJ, essa necessidade que temos de estar todos envolvidos, também ajudou a consolidar. Esse ambiente que estamos a viver da sinodalidade é também um testemunho concreto deste trabalho em conjunto, com vários departamentos e setores, e que, com a juventude, tem sido muito forte”, assegura.

Ao longo dos cinco dias do X Encontro Mundial das Famílias Lisboa 2022, e do seu momento conclusivo, a Festa da Família, o desejo é contar com todos. “Contamos com a presença de todas as famílias!”, convida a Pastoral Familiar de Lisboa.

 

____________


X Encontro Mundial das Famílias Lisboa 2022

Dia 22 de junho: Abertura do EMF nas paróquias (cada paróquia, na Missa do dia, terá um pequeno momento dedicado à abertura do EMF)

Dia 23: A caminho da JMJ (evento presencial na Basílica de Mafra, animado pelos jovens de Mafra, com transmissão online)

Dia 24: Dia de Oração (em casa e nas paróquias)

Dia 25: Congresso Teológico-Pastoral, no Centro Paroquial de Santa Joana, Princesa, em Lisboa (ADIADO PARA O DIA 5 DE OUTUBRO)

Dia 26: Festa da Família, como encerramento do EMF, em Vialonga

 

____________


Festa da Família volta a decorrer de forma presencial

O Parque Urbano Quinta da Flamenga, em Vialonga, vai acolher a Festa da Família no dia 26 de junho, Domingo, no encerramento do X Encontro Mundial das Famílias Lisboa 2022. Após dois anos de pandemia, esta iniciativa volta a decorrer em formato presencial. “Como vem sendo habitual, iremos contar com vários eventos organizados pelos movimentos/obras e pelos jovens da nossa Diocese, transmissão do Angelus do Vaticano, a tradicional feira familiar, um espaço dedicado aos mais novos com insufláveis, um espaço de oração e confissões, algumas barraquinhas com comes e bebes e, claro, a Missa campal presidida pelo Cardeal-Patriarca, D. Manuel Clemente”, anunciou o casal diretor do Setor da Pastoral Familiar de Lisboa, Regiani e Tiago Líbano Monteiro, numa carta enviada recentemente ao clero.

Tal como no ano passado, os casais jubilares (que neste ano fazem 10, 25, 50, 60 ou mais anos de casados) vão receber o Diploma com a Bênção Jubilar do Cardeal-Patriarca nas suas paróquias, numa Missa dominical a definir por cada pároco. Na Festa da Família, estes casais vão ter um lugar especial sentado na Missa de encerramento. “Neste ano 2022, inscreveram-se mais de 400 casais jubilares”, revela Regiani, ao Jornal VOZ DA VERDADE. Os 400 casais são originários de 123 das 285 paróquias do Patriarcado, o que representa 43% das paróquias. “Temos consciência de que há ainda muito trabalho a ser feito”, diz esta responsável, sublinhando que “em 2019 não tínhamos nem 30% das paróquias”. “Estes 400 casais significam muito trabalho, mas é gratificante ver o quanto é importante esta celebração dos casais jubilares para celebrarem e serem alegria nas paróquias”, frisa.

 

____________

Encontro Mundial das Famílias

I EMF (1994): Roma - Itália

II EMF (1997): Rio de Janeiro - Brasil

III EMF (2000): Roma - Itália: encontro realizado no contexto do Grande Jubileu

IV EMF (2003): Manila - Filipinas

V EMF (2006): Valência - Espanha

VI EMF (2009): Cidade do México - México

VII EMF (2012): Milão - Itália

VIII EMF (2015): Filadélfia - Estados Unidos

IX EMF (2018): Dublin - Irlanda

X EMF (2022): Roma - Itália e em todas as dioceses do mundo

texto por Diogo Paiva Brandão
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES