Editorial
P. Nuno Rosário Fernandes
O desperdício zero que matava a fome
A pandemia trouxe grandes alterações à vida na sociedade. Trouxe o desemprego, o acentuar da pobreza, um maior número de pessoas a solicitar ajudas. Para fazer face à pandemia, muitos tiveram que reinventar as suas vidas, encontrar novas formas de...
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
A exceção à regra não pode tornar-se a regra da exceção
Não me meto em políticas e nunca gostei das ‘politiquices’. O Papa Francisco tem lembrado, com alguma frequência, que a política é importante e os cristãos devem estar no meio dela, mas há, muitas vezes, no interior da política, muitas politiquices que não entendemos.
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
O que vejo à janela?
É quarta-feira, dia de fecho de mais uma edição deste jornal e, depois de uma longa noite de chuvas fortes, trazidas pela dita depressão ‘Bárbara’, amanheceu com um céu mais azul, limpo de nuvens. Sentado à secretária, na residência paroquial,...
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
Dar-se
Um pouco por toda a diocese vão-se procurando iniciar as atividades de um novo ano pastoral. O constrangimento da pandemia que estamos a viver traz limitações, preocupações, angústias, expectativas... Mas, vamos percebendo, sobretudo naqueles que são chamados a servir, uma atitude de esperança.
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
Distanciamento social não é afastamento
O tempo que estamos a viver, na especificidade desta pandemia, tem trazido grandes desafios e interpelações ao mundo. Para além de percebemos os efeitos na saúde, estamos a perceber os efeitos colaterais, na economia dos países, na pobreza que aumenta,...
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
A vontade de Deus não envergonha
Sou padre católico. Ordenado há dez anos, e com um longo caminho de discernimento vocacional. A minha formação inicial, o jornalismo, trouxe-me até este meio, com diversas experiências de trabalho, e até com oportunidades que, por acreditar no projeto que Deus tinha para mim, não acedi.
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
A marca da fé (contada em podcast)
Estamos a iniciar um novo ano pastoral, com muitos desafios pela frente, tendo em conta o contexto em que nos encontramos, motivado pela pandemia da covid-19. Bem sabemos que se colocam muitas perguntas sobre o que está a acontecer, quando se fazem comparações...
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
A uva que podia ser limão
Era uma vez um campo, onde estavam cultivadas muitas videiras. Todos os anos aquele campo dava muito fruto, o mesmo é dizer, muita uva, suculenta, de bom sabor, com grande qualidade para comer e para a produção do bom vinho que dali se produzia. Era um...
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
Tempo de lembrar o Amor
Estamos a recomeçar. Depois de um tempo de férias, a quem foi possível dispensar tempo para o descanso, recomeça, agora, o ritmo de trabalho, prepara-se um novo ano letivo e também pastoral. O ano corrente tem sido atípico, veio mexer com a vida de todos,...
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
A cultura do compromisso
Somos animais de hábitos e muito dificilmente quando alguma coisa se altera ou altera a nossa própria vida, conseguimos aderir ou reagir pacificamente. A lei do ‘foi sempre assim’, ‘sempre fiz assim’, ou ‘sempre se fez assim’,...
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
O diploma da catequese na gaveta
Não desejamos que seja por muito tempo, mas temos mesmo que nos adaptar a esta nova realidade a que chamam de “novo normal”. Precisamos criar os meios de estar uns com os outros, com alguma normalidade, mas sem ultrapassar o risco que pode levar ao contágio do novo coronavírus.
ver [+]
P. Nuno Rosário Fernandes
A pandemia e as fronteiras do coração
Não sabemos até quando vamos permanecer neste estado de insegurança. A pandemia provocada pela doença covid-19 veio desinstalar-nos das nossas vidas, das nossas seguranças, dos nossos ritmos, dos nossos próprios sentimentos. Os efeitos colaterais desta...
ver [+]
Anterior    1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16      Próximo
A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES