Mundo
Sudão do Sul: no meio do horror, uma história feliz
A rapariga escrava
Desde Dezembro de 2013 que o Sudão do Sul está a ferro e fogo. É uma guerra civil que já causou dezenas de milhares de mortos e mais de dois milhões de refugiados. No meio deste ódio à solta, descobrem-se as maiores atrocidades. Há até pessoas, rapazes e raparigas, escravizadas.
ver [+]
Sudão do Sul – Um país que desconhece o que é viver em paz
“Não nos abandonem”
O mais jovem país do mundo ganhou a independência em 2011. Porém, os festejos duraram pouco tempo. Dois anos depois, na véspera do Natal, tudo desabou, com o país a mergulhar num verdadeiro inferno. Do Sudão do Sul chegam-nos gritos de ajuda. Não os podemos ignorar.
ver [+]
Histórias de sobreviventes de um bairro cristão em Alepo
As lágrimas de Rose
Uma chuva de morteiros iluminou o céu e fez estremecer o chão. As casas – o que resta das casas – desfizeram-se em pó. O estrondo dos rebentamentos sufocou muitos gritos de dor, de desespero. De morte. O ataque, na quarta-feira, dia 17 de...
ver [+]
Filhas da Ressurreição: vidas ao serviço dos mais pobres
Milagres de amor
Durante meio século, em África, as Filhas da Ressurreição testemunharam massacres, violência gratuita, ódio em estado puro. Conheceram até o martírio. Nunca, em momento algum, abandonaram a sua missão. Todos os dias, estas mulheres de Deus realizam verdadeiros milagres de amor.
ver [+]
O bispo chinês que já perdeu a conta às vezes que foi detido…
“Confiamos no Papa”
Aos 81 anos, Julius Jia Zhi Guo, Bispo de Zhengding, fiel ao Vaticano e, como muitos na China, não reconhecido pelo Governo de Pequim, continua a exercer o seu ministério apesar das ameaças das autoridades das constantes detenções de que tem sido alvo.
ver [+]
Etiópia: 10 milhões podem morrer à fome por causa da seca
As mãos vazias de Aregawi
Dia após dia, a vida torna-se mais inquietante para Tsega Aregawi. Esta mulher tem oito crianças para alimentar e as prateleiras de sua casa estão vazias. Cada vez mais vazias. A terrível seca que está a afectar o país atinge já milhões de pessoas. Aregawi...
ver [+]
Quarta-feira de Cinzas, dia de jejum e oração pelo Iraque e pela Síria
Apelo dramático
De mãos vazias e impotentes perante a tragédia que está a fazer sucumbir o Iraque e a Síria, os Patriarcas D. Sako e D. Gregorios imploram as nossas orações e pedem-nos um dia de jejum. Tudo o resto já falhou. É a nossa fé que está agora a ser questionada…   As...
ver [+]
Quénia: Farah, o muçulmano que morreu para salvar cristãos
O herói improvável
Um autocarro foi emboscado no nordeste do Quénia, a poucos dias do Natal. Os terroristas que o atacaram queriam separar os cristãos dos muçulmanos para os massacrarem. Houve alguém que lhes fez frente. Acabou por morrer no hospital, mas ninguém mais poderá esquecer a sua coragem.
ver [+]
Cristão condenado a trabalhos forçados na Coreia do Norte
O preso “036”
Natural do Canadá, Hyeon Soo Lim foi preso na Coreia do Norte quando desenvolvia trabalho humanitário. Acusado de conspirar contra o regime, foi agora condenado a prisão perpétua com trabalhos forçados. Isolado de todos, nem a Bíblia pode ler.   A vida mudou completamente para Hyeon Soo Lim.
ver [+]
Em Lisboa e Almada
Jornada de oração pela paz
Na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, a Fundação AIS propõe unir duas cidades, Lisboa e Almada, sob o signo da paz, através da oração e da música em favor dos cristãos perseguidos.   Como já vem sendo habitual, em parceria com diversas organizações,...
ver [+]
A alegria contagiante da comunidade franciscana nos Camarões
O amor que salva
Presos, leprosos, cegos, pobres. Todos os dias os Franciscanos do Emanuel saem para as ruas ao encontro dos mais pobres dos pobres da comunidade. Numa região já perturbada pelos tambores da guerra e do terrorismo, estes homens de Deus são semente de paz.
ver [+]
Cristãos da Síria celebram mais um Natal em clima de guerra
“Não me deixem sozinho”
Pelo quinto ano consecutivo, a guerra ensombrou o Natal em Alepo. O desalento é indisfarçável. Falta tudo na Síria. Por causa dos constantes bombardeamentos, dos infindáveis tiroteios, a água secou nas torneiras, as lâmpadas continuam emudecidas, a comida...
ver [+]
A OPINIÃO DE
Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Há anos, Umberto Eco perguntava: o que faria Tomás de Aquino se vivesse nos dias de hoje? Aperceber-se-ia...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Já lá vai o tempo em que por muitos cantos das nossas cidades e vilas se viam bandeiras azuis e amarelas...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES