Mundo
Retrato de Marawi, nas Filipinas, depois do ataque jihadista
Cidade fantasma
A destruição é tão grande que Marawi se transformou numa cidade sem ninguém. Fantasma. Centenas de casas arruinadas, bairros inteiros sem moradores… Uma desolação impressionante. Nem a catedral escapou à violência dos terroristas islâmicos que atacaram Marawi em Maio do ano passado.
ver [+]
Mossul: depois da libertação da cidade, a libertação das pessoas
Esquecer os dias negros
O ano passado ficou marcado pela libertação da cidade de Mossul, a segunda cidade mais importante do Iraque, onde, em Junho de 2014, al-Baghdadi proclamou, perante a incredulidade do mundo, a instauração de um ‘califado’ no país. Agora, com...
ver [+]
A revolução tranquila da Irmã Tarawali, na Serra Leoa
Sorriso desarmante
A Serra Leoa viveu tempos tão duros, entre 1991 e 2002, que ainda hoje há pessoas que se comovem até às lágrimas quando recordam as atrocidades cometidas durante essa guerra civil. Depois da violência, de crueldades inimagináveis, haverá melhor antídoto...
ver [+]
O drama esquecido de milhões de refugiados na RD Congo
A conspiração do silêncio
Crise política prolongada, conflitos étnicos, milícias armadas que semeiam o terror… A República Democrática do Congo vive uma crise humanitária de proporções gigantescas e o mundo parece ignorar o que se passa por lá. Ninguém está a salvo. Nem...
ver [+]
Crianças iraquianas recebem presentes de Natal graças à AIS
Fábrica de sonhos
Fugiram de suas casas há três anos, com os pais. Fugiram apavorados. Fugiram para salvar as próprias vidas. Muitas destas crianças ainda hoje têm pesadelos quando recordam esses dias em que os jihadistas invadiram as suas aldeias e lhes roubaram tudo o que tinham.
ver [+]
Fundação AIS lança livro para assinalar 70 anos de vida
A elite da Igreja
Para assinalar os 70 anos do início da Obra, a Fundação AIS decidiu publicar um livro com 70 histórias publicadas aqui, no jornal Voz da Verdade. São histórias de cristãos que, um pouco por todo o mundo, são exemplo da Igreja que sofre, da Igreja perseguida.
ver [+]
A comovente história de um jovem que sonhava ser padre
O santo que fazia gelados
Nasceu nos Camarões numa família muito pobre. Aos 5 anos já sonhava ser missionário, para imitar aqueles que passavam pela sua aldeia e que traziam uma cruz ao peito. Ainda criança, fazia gelados de limão para ajudar a família a sobreviver. Morreu a poucos...
ver [+]
Cristãos do Bangladesh agradecem generosidade da Fundação AIS
O Bispo sem-abrigo
Perseguição, medo, pobreza… São muitas as dificuldades por que passam os Cristãos no Bangladesh… A Diocese de Sylhet é o retrato do país. Aí, os Cristãos são uma minoria e confundem-se com os mais pobres dos pobres. E o Bispo é um deles…   A vida mudou para D.
ver [+]
Prenda de Natal dos benfeitores portugueses para os Cristãos Iraquianos
Migalhas de amor
O que podemos fazer por cada cristão que foi vítima da violência jihadista no Iraque? Quanto vale, mesmo, a nossa solidariedade para com as famílias dos cristãos que foram assassinados? E para as mulheres e crianças violadas? Neste Natal, vamos fingir...
ver [+]
Iraque: Campanha Regresso dos Cristãos à Planície de Nínive
Uma prenda de Natal
Foi com lágrimas, mas também com alegria, que a Irmã Ilham regressou ao convento de Teleskuf. Não é possível esquecer o passado, os dias de fuga, o medo. Mas, para a irmã, o importante, agora, é o futuro. Como ela, muitos começam a regressar a casa. É...
ver [+]
Iraque: Campanha Regresso dos Cristãos à Planície de Nínive
Gente como nós
Chamam-se Marven, Warda, Youssif, Suleiman… Foram eles, mas poderíamos ser nós. De um dia para o outro, perderam tudo o que tinham, foram obrigados a fugir perante o holocausto provocado pelos jihadistas. Agora, quando o regresso a casa começa a ser possível, continuam a precisar de ajuda.
ver [+]
Iraque: Campanha Regresso dos Cristãos à Planície de Nínive
Uma dor sem fim
A vila de Batnaya esteve nas mãos dos jihadistas durante três anos. Uma ocupação que começou em 2014. Os terroristas destruíram quase tudo. Nem a igreja escapou. A população teve de fugir. O Padre Salar foi o primeiro a entrar nas ruínas da Igreja de...
ver [+]
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
O poema chama-se “Missa das 10” e foi publicado no volume Pelicano (1987). Pode dizer-se...
ver [+]

Tony Neves
Cerca de 3 mil Espiritanos, espalhados por 63 países, nos cinco continentes, anunciam o Evangelho....
ver [+]

Tony Neves
Deixei Cabo Verde, terra da ‘morabeza’, já cheio da ‘sodade’ que tão bem nos cantava Cesária Évora.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Talvez a mais surpreendente iniciativa do pontificado do Papa Francisco (onde as surpresas abundam)...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES