Mundo
Comunidade cristã do Paquistão vive alarmada após ataque em Jaranwala
Dias de tristeza e medo
Mais de duas dezenas de igrejas e centenas de casas foram destruídas por radicais muçulmanos a 16 de Agosto em Jaranwala, no Paquistão. Milhares de homens, mulheres e crianças tiveram a vida em risco. Até um cemitério foi atacado e profanado. Mas, apesar...
ver [+]
A imagem de Nossa Senhora que o Papa benzeu na Mongólia
Um tesouro no lixo
Ninguém sabe como a escultura da Imaculada Conceição foi parar a um aterro sanitário no norte da Mongólia. Mas quando a senhora Tsetsege a encontrou, há dez anos, depressa compreendeu que seria algo muito especial. Pelo menos para ela. Parecia querer dizer-lhe alguma coisa.
ver [+]
Desde Kherson, no meio da guerra, um padre fala da sua missão
Até ao último dia
A invasão da Ucrânia começou em Fevereiro do ano passado. A ocupação da cidade de Kherson pelas tropas russas teve início apenas um mês mais tarde. Veio o frio, o Inverno. E veio também a reconquista pelos Ucranianos. E a guerra continuou. E em Kherson continua também o Padre Ignatius Moskalyuk.
ver [+]
Fundação AIS vai levar tema dos Cristãos perseguidos para a JMJ
Nunca esquecer os Heróis da Fé
Durante os seis dias da Jornada Mundial da Juventude de Lisboa, que começa daqui a dias, a Fundação AIS vai realizar diversas iniciativas com o propósito de alertar os jovens para a temática dos Cristãos perseguidos no mundo e, simultaneamente, procurar...
ver [+]
40 anos depois, a missão de Dómuè tem de novo a presença de religiosas
De regresso a casa
A data ficará para a história de Moçambique. No dia 10 de Maio, as primeiras irmãs da congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada chegaram a Dómuè, num clima de festa como há muito não se via. A razão é simples. Há 40 anos que não havia por ali a presença de religiosas.
ver [+]
A difícil missão da Igreja junto dos mineiros na Diocese de Bukavu
Garimpeiros da miséria
O contraste não podia ser maior. Os que esgravatam o solo à procura de minerais preciosos vivem na maior pobreza na República Democrática do Congo. Exploram a terra, mas são explorados pelos homens, os negociantes que lhes compram o fruto do trabalho com preços de miséria.
ver [+]
Em Corocoro, na Bolívia, os jovens são os abandonados da sociedade
O Bispo dos Ayamara
Muita pobreza, aldeias dispersas pelas montanhas dos Andes, falta de sacerdotes. São muitos os desafios que se colocam à Igreja na Diocese de Corocoro, na Bolívia. Mas o Bispo local, que pertence ao povo indígena dos Ayamara, não desarma e quer mudar esta realidade apoiando os mais jovens.
ver [+]
Sacerdote fala sobre a violência contra os cristãos no Burquina Fasso
“O mal não terá a última palavra”
Voluntários têm de proteger as igrejas, as enfermeiras católicas disfarçam-se de muçulmanas para poderem ir às aldeias tratar dos doentes, as raparigas cristãs têm de ir para a escola com o rosto coberto, para não serem raptadas. Os cristãos estão sob...
ver [+]
2023. Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, da Fundação AIS
Uma tragédia anunciada
O mundo tem vindo a transformar-se num lugar cada vez mais perigoso para os crentes. O mais recente Relatório da Liberdade Religiosa no Mundo, editado pela Fundação AIS e divulgado esta semana em Lisboa, é taxativo: cerca de 62% da população mundial...
ver [+]
Diocese de Wau, no Sudão do Sul, acolhe os que fogem da guerra no Sudão
Uma guerra esquecida
“Há imensa gente na fronteira”, descreve a Ir. Beta Almendra, uma comboniana na Diocese de Wau, Sudão do Sul. A Igreja deste país está a preparar o acolhimento dos milhares de refugiados vindos do vizinho Sudão, vítimas da guerra que começou...
ver [+]
A aventura de uma irmã polaca num dos países mais pobres de África
Ensinar a esperança
Sonhava com um marido, uma casa com piscina e cheia de filhos, mas Deus trocou-lhe as voltas. A Irmã Gianna está em Kambia, na Serra Leoa, numa zona pobre de um dos mais pobres países do mundo, onde ainda persiste a memória dos horrores da guerra civil.
ver [+]
No Ruanda, o genocídio dos tutsis é ainda uma memória dolorosa
O longo caminho da paz
Foi há 29 anos. Por estes dias, o Ruanda estava transformado num quase matadouro. Viveram-se situações brutais de violência étnica. De violência dos hutus contra os tutsis. Houve cerca de 1 milhão de mortos. Ainda hoje há centenas de pessoas presas que foram condenadas pelos massacres.
ver [+]
Anterior    1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16      Próximo
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Quando Jean Lacroix fala da força e das fraquezas da família alerta-nos para a necessidade de não considerar...
ver [+]

Tony Neves
É um título para encher os olhos e provocar apetite de leitura! Mas é verdade. Depois de ver do ar parte do Congo verde, aterrei em Brazzaville.
ver [+]

Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES