Mundo
Ucrânia: a Igreja na linha da frente no apoio às vítimas da guerra
Os novos heróis
Todos os dias chegam novos relatos, novas histórias de padres e irmãs que, com a invasão da Ucrânia, se transformaram em verdadeiros soldados da paz, ajudando as populações, cuidando dos mais frágeis, convertendo igrejas e conventos em ‘bunkers’...
ver [+]
Irmã Haguinta Muradian viveu a guerra no enclave de Nagorno-Karabakh
“Chorámos todos os dias…”
A guerra que opôs, no final de Setembro de 2020, a Arménia ao Azerbaijão no enclave de Nagorno-Karabakh, durou menos de dois meses, mas provocou um profundo rasto de sangue e morte. Calcula-se que tenham perdido a vida mais de cinco mil pessoas e grande parte da população viu-se forçada a fugir.
ver [+]
Na Diocese de Nacala, Cáritas e Fundação AIS apoiam deslocados de Cabo Delgado
As lágrimas de Sara
A notícia chegou com alarme. Mocímboa da Praia estava a ser atacada pelos jihadistas. Não era a primeira vez que os terroristas entravam naquela vila costeira, situada um pouco a norte da cidade de Pemba, mas o sobressalto era o mesmo de sempre. Gritos, pânico, pessoas em fuga.
ver [+]
No coração do Islão em Pemba, o Pe. Roca sonha uma nova igreja
Sair daqui seria uma traição
Foi no bairro de Mahate e nos bairros em redor que nasceu a insurgência que transformou Cabo Delgado numa zona de guerra. Desde há quatro anos que está a nascer também por ali, aos poucos, uma nova igreja católica. É um dos sonhos do Pe. Eduardo Roca,...
ver [+]
As estradas do Maláui são um obstáculo para o trabalho do Pe. Chikwiri
Missão [quase] impossível
Muita pobreza, muitas pessoas desenraizadas, muitos refugiados. No sul do Maláui, há muita gente que veio de Moçambique fugindo ainda da violência da guerra civil. Todos precisam de ajuda, mas, para o Pe. Ephraim Chikwiri, há ainda outras urgências, outras almas para acudir.
ver [+]
Das plantações de chá do Sri Lanka chega-nos um pedido de ajuda
Uma casa para todos
São apenas 53 famílias. Confundem-se com os mais pobres dos pobres. Mas ali, em Maliboda, nas montanhas cobertas de verde das plantações do famoso chá de Ceilão, todos os conhecem. São os Cristãos. Num mundo budista, numa região marcada pelo trabalho...
ver [+]
A história de Farah Shaheen, uma jovem cristã raptada no Paquistão
Cinco meses de terror
Tinha apenas 12 anos quando o seu mundo infantil desabou por completo. Raptada, forçada a converter-se ao Islão e a casar, a cristã Farah Shaheen viveu como escrava durante cinco longos meses, tendo sido violentada, algemada e forçada a trabalhar em pocilgas.
ver [+]
A história dramática de Rita, uma mulher cristã escravizada no Iraque
“Fui vendida a um emir…”
  Estava em Qaraqosh no dia em que a cidade iraquiana foi invadida e ocupada pelos temíveis homens de negro, os jihadistas do Daesh. A cristã Rita Habib foi escravizada, vendida, agredida, violentada. O seu testemunho faz parte do relatório da Fundação...
ver [+]
Irmã Glória recorda, à Fundação AIS, o cativeiro às mãos de terroristas
Pedacinhos de Céu
Mal foi possível, após ter sido libertada em Outubro, ao fim de quatro anos de cativeiro no acampamento de um grupo jihadista no Mali, a Ir. Glória Narvaéz Argoty regressou à sua Colômbia natal. Mal foi possível também, contou a sua história à Fundação...
ver [+]
Neste Natal, a Fundação AIS quer dar roupa quente a 30 mil crianças sírias
A prenda mais desejada
Não são brinquedos, nem guloseimas, nem telemóveis ou jogos de vídeo. São apenas calças e camisolas que fazem falta para os dias muito frios de Inverno na Síria. A Fundação AIS lançou, em parceria com as irmãs da Congregação de Jesus e Maria, uma formidável Operação Natal para este ano.
ver [+]
Naomi, Charles e Christopher: três histórias com refugiados na Nigéria
Nas mãos de Deus
O Natal é sempre mais triste quando se está longe de casa. Naomi e Charles viviam na Nigéria, em aldeias distantes um do outro, quando foram atacados pelo Boko Haram. Ainda hoje têm pesadelos com a violência que tiveram de enfrentar. Ambos estão agora...
ver [+]
A história triste de um casal cristão forçado a sair da sua aldeia na Síria
“Nem podíamos ir à igreja…”
A guerra na Síria dura há uma década. Moufida e Mousa são um exemplo de como um casal cristão, já idoso, só consegue sobreviver graças à ajuda da Igreja. Esta é uma história que nos vai levar até à cidade de Alepo numa viagem por vários anos, entre...
ver [+]
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O que caracteriza o casamento não é o amor – que é também comum a outras relações humanas –...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Acaba de ser publicada a declaração “Dignitas Infinita” sobre a Dignidade Humana, elaborada...
ver [+]

Tony Neves
Há fins de semana inspirados. Sábado fiz de guia a dois locais que me marcam cada vez que lá vou. A...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Conta-nos São João que, junto à Cruz de Jesus, estava Maria, a Mãe de Cristo, que, nesse momento, foi...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES