Mundo
RD Congo: mundo assiste com indiferença a violência sem fim
Silêncio culpado
Milhões de pessoas foram obrigadas a fugir por causa de ataques de grupos armados na República Democrática do Congo. Ninguém escapa da violência à solta. O Padre Apollinaire falou com a Fundação AIS para denunciar o “inferno” em que se transformou este país.
ver [+]
Cristãos no Iraque: histórias de perseguição, medo e coragem
“Só tínhamos Deus”
Helda Khalid Hindi tem 10 anos. Ela não consegue esquecer, por mais anos que viva, essa noite trágica em 2014 quando o pai, aos gritos, mandou toda a família para dentro do carro, pois era preciso partir imediatamente. Não houve tempo para nada. Helda...
ver [+]
Síria: Hospital solidário no Vale dos Cristãos com o apoio da AIS
Salvar vidas em Mzeina
As portas do Hospital Mzeina, no chamado Vale dos Cristãos, estão sempre abertas. Ali, graças ao apoio da Fundação AIS, todos são atendidos. Mesmo os que, por causa da guerra, mal tenham dinheiro para comprar a comida do dia-a-dia. Talvez por isso,...
ver [+]
Iraque: aldeias cristãs regressam à vida graças à Fundação AIS
O sonho de Samer
Samer ficou quase sem palavras quando regressou a casa, na Planície de Nínive, no Iraque, de onde tinha sido expulso pelos jihadistas no Verão de 2014. Quando voltou a cruzar a porta da rua, com a mulher e as filhas, as lágrimas correram-lhe pela face.
ver [+]
Se a Igreja fosse ao Mundial de futebol, qual seria a selecção?
Uma freira à baliza
São padres, irmãs e bispos. Muitos, provavelmente, nunca jogaram à bola, mas isso não importa. A Fundação AIS convocou-os para mais uma missão: mostrar ao mundo o trabalho que se faz, todos os dias, junto dos mais desfavorecidos, dos mais pobres, dos cristãos perseguidos.
ver [+]
Venezuela: milhares de pessoas passam fome no país de Nicolás Maduro
Grito de desespero
A crise está a atingir proporções terríveis. O FMI calcula que a inflação atinja este ano 13 mil por cento. Nem dá para imaginar o que isto significa de pobreza, de miséria absoluta. De fome. Na Venezuela, milhares de pessoas estão em desespero total.
ver [+]
A guerra, na Síria, comentada por uma criança de 10 anos
“Tenho um amigo no Céu…”
Jad Abed desconhece o que significa viver em paz. Tinha apenas 2 anos quando começou a guerra na Síria. Desde então, a casa onde vivia foi destruída por uma bomba, assim como a escola, o bairro, grande parte da cidade. Mas o que Abed mais lamenta é a morte de um dos seus maiores amigos.
ver [+]
Paquistão: uma menina cristã de 11 anos quer voltar a frequentar a escola
O dia mais triste
Tem apenas 11 anos. Dolly Bhatti é uma menina cristã paquistanesa. Frequentava o quinto ano numa escola pública quando o pai perdeu o emprego por ter adoecido e deixou de conseguir pagar as propinas. Resultado: proibiram a menina de frequentar a escola.
ver [+]
Egipto: Nadia recorda o dia em que mataram o seu filho. Foi há um ano
“Não temos medo”
Dois autocarros cheios de peregrinos, adultos e crianças, dirigiam-se através do deserto para o Mosteiro de São Samuel, em Mynia, no Sul do Egipto. De súbito, surgem alguns veículos e os autocarros são bloqueados. Muitos daqueles cristãos, daqueles...
ver [+]
O exemplo inspirador do Padre Paolino na selva da Amazónia
O médico da floresta
Simples, humilde e pobre. O Padre Paolino Baltassari dedicou quase toda a sua vida ao serviço das populações esquecidas da Amazónia, no Brasil. Dois anos depois da sua morte, todos os que o conheceram falam dele como de um verdadeiro santo. O Padre...
ver [+]
O anjo da guarda dos Cristãos na Síria destruída pela guerra
A irmã pronto-socorro
Em oito anos de guerra, a Irmã Annie Demerjian já perdeu a conta às viagens que fez entre Alepo e Damasco. Em oito anos de guerra, a Irmã Annie já perdeu a conta às pessoas a quem enxugou lágrimas, a quem resgatou da pobreza mais extrema, a quem até salvou a vida.
ver [+]
Nigéria: desafiar o medo e o terror apenas com as armas da fé
A capelinha das orações
No mundo, há centenas de igrejas, paróquias e congregações inspiradas em Fátima. Na Nigéria, por exemplo, as Irmãs de Nossa Senhora de Fátima procuram oferecer uma vida menos dura às populações locais. E fazem-no apesar dos atentados terroristas e das ameaças de morte.
ver [+]
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Quando Jean Lacroix fala da força e das fraquezas da família alerta-nos para a necessidade de não considerar...
ver [+]

Tony Neves
É um título para encher os olhos e provocar apetite de leitura! Mas é verdade. Depois de ver do ar parte do Congo verde, aterrei em Brazzaville.
ver [+]

Tony Neves
O Gabão acolheu-me de braços e coração abertos, numa visita que foi estreia absoluta neste país da África central.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Impressiona como foi festejada a aprovação, por larga e transversal maioria de deputados e senadores,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
EDIÇÕES ANTERIORES